Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Julho 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sónia Pedro é a candidata do ALTERNATIVAcom à União de Freguesias de Abrantes e Alferrarede

O ALTERNATIVAcom anunciou que Sónia Pedro é a cabeça-de-lista à Assembleia da União de Freguesias de S. João e S. Vicente e Alferrarede, em Abrantes, nas próximas eleições autárquicas.

- Publicidade -

Sónia Pedro candidata-se à Assembleia da União de Freguesias de Abrantes (S. João e S. Vicente) e Alferrarede “com o intuito de contribuir para o exercício pleno da democracia e cidadania local, através do envolvimento e da cooperação com todos os atores da nossa comunidade”, lê-se em nota de imprensa.

Segundo o ALTERNATIVAcom, a candidata “quer recuperar a beleza, o cuidado e a qualidade de vida que os abrantinos há muito desejam e merecem, tornando Abrantes mais viva, mais dinâmica e com melhor qualidade de vida, valorizando o seu vasto património edificado, tanto cultural como natural e, sobretudo, que envolva as pessoas e as entidades locais na construção de um futuro comum”.

- Publicidade -

Com formação superior em Antropologia Social e Cultural e especialização em Cidades e Culturas Urbanas, e em Dinâmicas de Inovação em Regiões Periféricas, Sónia Pedro conta ainda com “vastos conhecimentos em Turismo e Indústrias Criativas, e com uma significativa experiência política autárquica. É, pois, a pessoa certa para governar a nossa Cidade, fazendo de Abrantes (São João e São Vicente) e Alferrarede um centro regional, prestigiado por excelência, cruzamento de todos os caminhos e expressões culturais, económica e socialmente dinâmico e sustentável”, acrescenta a mesma nota de imprensa.

O movimento independente recorda, ainda, que o candidato do movimento independente a presidente da Câmara Municipal de Abrantes é Vasco Damas, cuja candidatura foi anunciada em 11 de novembro de 2019, dia da constituição e apresentação pública do movimento autárquico independente de Abrantes.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome