Sardoal | Câmara aprova plataforma ‘MuniSardoal’ da Associação Valsa da Cotovia

Aplicações em telemóvel (imagem ilustrativa). Créditos: Pixabay

A Câmara Municipal de Sardoal aprovou por unanimidade um contrato programa de desenvolvimento social realizado com a Valsa da Cotovia – Associação para o Desenvolvimento da Cultura e da Cidadania Ativa.

PUB

A proposta apresentada ao Município de Sardoal prende-se “com a criação de uma plataforma, de uma aplicação móvel, que funciona não só em ambiente de telemóvel, android, mas também em desktop. Ou seja qualquer utilizador pode utilizar no seu computador pessoal”, começou por explicar ao mediotejo.net o vereador Pedro Rosa. “É ter todo o Município dentro desta aplicação e permitir interligações” pessoais.

Designada ‘MuniSardoal’, trata-se de uma aplicação “com várias valências que vão desde da simples divulgação de eventos. Uma mais valia para as associações que veem um espaço diferente das habituais redes sociais para poder comunicar. Permite que todas as pessoas que subscrevam a aplicação e que selecionem aquele tópico possam receber uma mensagem de um evento novo a acontecer”, acrescenta o vereador do PSD.

PUB

A Associação Valsa da Cotovia nasce em novembro de 2019, “a mais recente associação criada no Sardoal”, explicou igualmente Pedro Rosa, como uma plataforma de entre ajuda e progresso social na era das tecnologias interativas e rápidas redes sociais.

Reunião de Câmara Municipal de Sardoal. Créditos: mediotejo.net

Segundo o vereador “desde o primeiro momento que a Associação contactou a Câmara mostrou muita proatividade neste âmbito da cidadania e promover ações que contribuíssem para a melhoria da qualidade de vida das pessoas. Um associação de cariz cultural mas que tem nos corpos sociais pessoas com know how ao nível das tecnologias e que já lidam com este tipo de projetos há algum tempo”.

PUB

Pedro Rosa fala também numa “oportunidade” para o comércio local “fazer divulgações não só de ofertas de emprego, mas sobre a sua missão, promoções, divulgar produtos, serviços. E todas as pessoas, com a aplicação instalada, vão conseguir aceder a estas novidades”.

O plataforma oferece outro tipo de informação designadamente do IPMA – Instituto Português do Mar e da Atmosfera “avisos de risco de incêndio no concelho”. Além disso, o vereador considera ainda “outra mais valia” que passa por “possibilitar a relação entre o cidadão e a autarquia”, não só da Câmara Municipal de Sardoal mas também das Juntas de Freguesia do concelho.

“Um bocadinho à semelhança daquele projeto A Minha Rua, em que é detetada uma anomalia, alguma coisa que não está bem e que facilmente se consegue comunicar, fotografar, georreferenciar, enviar para a autarquia responsável. Tem um conjunto de valências que permite que o relacionamento entre as pessoas e as instituições saia reforçado”, considera.

A aplicação apresenta também um espaço para debates e, de acordo com Pedro Rosa, “tem uma vantagem em relação às redes sociais: não é de todo fechada, há participação mas com alguma regulação. Determinado tipo de comportamentos não serão tão fáceis de acontecer. Não é um espaço para colocar a crítica só pela crítica. Pretende-se que as pessoas debatam mas com algumas regras, com mediadores a controlar para tudo decorra com normalidade”.

A Associação Valsa da Cotovia tem como missão promover o desenvolvimento cultural, social e da cidadania, promovendo iniciativas próprias, parcerias com entidades públicas e privadas, bem como o apoio a iniciativas de entidades públicas, coletivas com e sem fins lucrativos e privadas. Contribuir para o envolvimento responsável e ativo dos cidadãos na sociedade civil e na construção de soluções para os desafios das sociedades atuais.

Do lado da Câmara pretende-se, antes da divulgação da aplicação, “contactar alguns stakeholders para que percebam a mais valia que a aplicação tem para eles. Quer as associações quer as freguesias, a própria GNR, na área da saúde… Queremos fazer esse trabalho prévio para que a aplicação não surja de um momento para o outro sem que percebam o seu funcionamento”.

Pedro Rosa dá conta dos “anseios” da Valsa da Cotovia, ou seja “pretende que a aplicação possa crescer para o nível intermunicipal. Sardoal terá o projeto incubador e se Associação conseguir colher junto dos municípios vizinhos a sua aceitação, a aplicação tem capacidade para ser disseminada. Nesta primeira fase está circunscrita ao Sardoal mas permite crescer”, notou.

A plataforma já está concluída mas ainda indisponível na APP Store. A Câmara conta que “esteja disponível em menos de 3 semanas, para ser descarregada para telemóveis e computadores”, concluiu o responsável.

Reunião de Câmara Municipal de Sardoal. Créditos: mediotejo.net

A proposta acabou aprovada por unanimidade na reunião de executivo de quarta-feira, 7 de outubro, onde os “ataques políticos” nas redes sociais foram tema de debate entre o presidente Miguel Borges (PSD) e o vereador da oposição, o socialista Pedro Duque, durante mais de meia hora.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here