Santarém | Cabeça de lista desfilia-se do Aliança e de senador nacional

Rui Paulo Sousa cabeça de lista do Partido Aliança por Santarém. Créditos: DR

Rui Paulo Sousa desfiliou-se do Aliança depois de pedir demissão do cargo de coordenador da concelhia de Santarém e também de senador nacional. Em causa os resultados que o partido não conseguiu atingir nas últimas eleições legislativas e ainda pelo candidato defender “a tauromaquia e a permanência no ensino da disciplina de educação moral e religiosa católica”. 

PUB

O cabeça de lista do Partido Aliança pelo circulo eleitoral de Santarém, Rui Paulo Sousa, apresentou no dia 8 de outubro a demissão do cargo de coordenador da concelhia de Santarém, “após um período de análise e reflexão” sobre os resultados, insatisfatórios, obtidos nas eleições para a Assembleia da República pelo Partido Aliança no distrito e concelho de Santarém.

“Com efeito, os resultados alcançados de 0,82% de votos no distrito de Santarém e de 0,98% no concelho de Santarém ficaram muito aquém do mínimo que estabeleci como objetivo, designadamente 3%, ou seja, um resultado bem superior ao obtido nas eleições europeias”, diz o candidato em comunicado.

PUB

Sentindo-se o “principal responsável pela campanha distrital” e de acordo com os valores com os quais se diz pautar na vida pessoal, profissional e politica, assume assim “responsabilidades políticas com seriedade e elevado sentido de dever” continuando, naquele momento, “a defender o Partido, os seus valores e ideais enquanto militante e senador nacional”.

Contudo, cinco dias depois, após reunião do Senado Nacional, que ocorreu no sábado, 12 de outubro, na qual garante terem sido “postos em causa” os seus “valores pessoais” e a sua “atuação política”, nomeadamente quanto à “tradição portuguesa de índole cultural como a tauromaquia e a permanência no ensino da disciplina de educação moral e religiosa católica, alegadamente intitulada de ideais de extrema-direita”, decidiu abandonar o cargo de senador nacional e até o Aliança, desfiliando-se do partido, não se revendo “nos atuais ideais do partido, nem na sua orientação política”.

PUB

Aponta como principais razões “o silêncio do partido ou a sua posição radicalmente moderada nesta matéria como em tantas outras” o que “incomodam qualquer pessoa fiel aos seus ideais e valores”, considera.

Rui Paulo Santos sai do Aliança deixando “uma palavra de estima e consideração” aos amigos e colegas que o “acompanharam nesta luta”.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here