Ourém | Marco Galinha na EPO: “Nunca vamos conseguir combater as máquinas, apenas nos valores” (c/vídeo)

Marco Galinha, o CEO do Grupo Bel, esteve à conversa com os alunos da Escola Profissional de Ourém (EPO) esta quinta-feira, 4 de outubro, no âmbito da apresentação do projeto “Big Idea!”, um desafio de empreendedorismo para jovens ao estilo “Shark Tank”. Perante um auditório cheio de alunos, o empresário leiriense elogiou o programa formativo da EPO, que considerou voltado para o futuro, e falou um pouco das suas empresas e na aposta na tecnologia. Um futuro onde as máquinas se vão impor ao trabalho humano foi uma das mensagens deixadas.

PUB

O “tubarão” da SIC começou por constatar que o caminho do sucesso faz-se estando sempre preparado para o fracasso, prevendo o pior cenário possível. Não com pessimismo, realçou, mas com consciência que a capacidade de correr riscos envolve sempre avaliar o peso de possíveis prejuízos. Ainda assim, admitiu, a área tecnológica de ponta que está a mudar o mundo é a sua grande paixão, onde assumiu que perde frequentemente dinheiro. “A paixão leva sempre mais tempo a realizar capital”, comentou.

Ao alunos, defendeu que para ter sucesso empresarial é necessário disciplina e organização, lamentando que as escolas não ensinem, por exemplo, a lidar com sucessões familiares. Disciplina financeira é essencial, sobretudo num futuro que se avizinha com uma esperança média de vida mais longa e onde as máquinas ditarão as condições de trabalho. “Preparem-se para ter calma. Para não tomarem decisões precipitadas”, defendeu.

PUB

“Não vale a pena estarmos a lutar com as máquinas”, comentou, “nós só vamos vencer as máquinas na cultura, no respeito pelos outros”. Neste contexto, o responsável abordou algumas das projeções para o mercado laboral, nomeadamente de que as pessoas só terão que trabalhar dois dias por semana, as máquinas serão taxadas e o facto de se procurarem já alternativas de planetas habitáveis para salvar a vida humana.

Marco Galinha apadrinha projeto da EPO, Big Idea, semelhante ao Shark Tank

Publicado por mediotejo.net em Quinta-feira, 4 de Outubro de 2018

Marco Galinha falou ainda de alguns dos projetos que as suas empresas desenvolvem, nomeadamente a nível aeroespacial, e deixou alguns conselhos aos estudantes sobre inovação. Constatou ainda que por muito bom que seja um produto, só será inovação se o mercado o aceitar.

A sessão serviu de apresentação ao projeto Big Idea!, que desafia jovens até aos 21 anos dos distritos de Leiria e de Santarém a apresentarem uma ideia de negócio em qualquer área e abrangendo todos os sectores de atividade. Haverá dois prémios, a ideia mais criativa e a mais comercial. “Não há ideias absurdas à partida, o mundo está cheio de pessoas que pensaram fora da caixa”, afirmou Carina João Oliveira, diretora executiva da INSIGNARE, que tutela a EPO.

O concurso tem três fases, a primeira das quais, a entrega de candidaturas, decorre até à primeira semana de janeiro. Segue-se uma pré-selecção das cinco ideias mais criativas e cinco ideias mais comerciais, que terão a oportunidade de apresentar os seus projetos ao público em fevereiro.

O júri vai avaliar, entre outros critérios, a originalidade, a criatividade, a sustentabilidade, a viabilidade económica e o setor estratégico. “O que queremos é colocar-vos a pensar”, desafiou Carina João Oliveira.

PUB
PUB
Cláudia Gameiro
Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).