Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ferreira do Zêzere | O Município onde a pandemia trouxe mais emprego

Há números que saltam à vista e que colocam Ferreira do Zêzere no mapa. É um Município cada vez mais escolhido por estrangeiros para residir. O desemprego é um problema residual e os últimos meses revelaram que a pandemia trouxe mais emprego, fenómeno raro no país. O concelho, que assinala este sábado, dia 13 de junho, o seu feriado municpal, é também conhecido por ter uma Câmara de boas contas. O prazo médio de pagamento aos fornecedores é de zero dias, ou seja, paga na hora. 

- Publicidade -

O crescimento da população estrangeira em Ferreira do Zêzere é um dado que salta à vista em qualquer retrato demográfico que se pretenda fazer. Neste dia 13 de junho, feriado municipal, procura-se traçar uma breve caracterização demográfica com base nos dados disponíveis do Instituto Nacional de Estatística (INE) e da PORDATA.

Apesar de os números não coincidirem, o INE, nas suas estimativas anuais da população residente, aponta para 7.989 habitantes no concelho em 2018, enquanto a PORDATA refere 8.023 habitantes para o mesmo ano.

- Publicidade -

Destes, há uma fatia em crescimento que é a da população estrangeira com estatuto legal de residente. Numa década, duplicou o número de estrangeiros e aqui apenas se referem aqueles que atualizaram a sua residência, porque no global serão muitos mais.

Há números que saltam à vista e que colocam Ferreira do Zêzere no mapa. É um Município cada vez mais escolhido por estrangeiros para residir. O desemprego é um problema residual e os últimos meses revelaram que a pandemia trouxe mais emprego, fenómeno raro no país. Foto: Arlindo Homem

Se em 2008 eram apenas 144 com estatuto legal de residente, em 2018 esse número aumentou para 298, segundo os dados do INE. A PORDATA refere que no mesmo ano, por cada 100 residentes, quatro eram estrangeiros.

Fenómeno demográfico transversal a todo o país e em que Ferreira do Zêzere não foge à regra, é o saldo natural negativo, ou seja, morrem mais pessoas do que nascem.

De acordo com o INE, em 2019 registaram-se no concelho 129 óbitos e apenas nasceram 39 bebés de progenitoras do concelho.

Concelho de Ferreira do Zêzere

  Óbitos Nados-vivos por Local de residência da mãe
2019 129 39
2018 118 45
2017 141 58
2016 126 51
2015 137 33

Fonte: INE

Outro dado que se verifica em quase todos os concelhos do país, sobretudo no interior é o envelhecimento da população. Segundo a PORDATA, por cada 100 residentes, há 11 jovens com menos de 15 anos, 62 adultos e 27 idosos com 65 ou mais anos. Há 254 idosos por cada 100 jovens, mais 96 idosos do que a média nacional, refere a mesma fonte. Relacionado com este dado, está o número de pensões atribuídas pela Segurança Social e pela Caixa Geral de Aposentações: 49 por cada 100 residentes com 15 ou mais anos.

Mercado de Ferreira do Zêzere. Foto: CM FZZ

Quanto a casamentos celebrados no registo, os números têm sido muito díspares de ano para ano. Em 2019 registaram-se 27 casamentos em Ferreira do Zêzere, em 2018 foram 30, 17 em 2017, 25 em 2016 e 23 em 2015.

Como curiosidade, registe-se o facto de neste concelho, nos últimos cinco anos, não haver qualquer casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Em relação a população escolar, em 2018 estavam 869 alunos matriculados nos ensinos pré-escolar, básico e secundário.

Ferreira do Zêzere assinala o seu feriado municipal a 13 de junho, Dia de Santo António. Foto: Arlindo Homem

Segundo os dados da PORDATA, 910€ é quanto ganham em média os trabalhadores por conta de outrem no município, 257€ abaixo do ganho médio a nível nacional.

Das contas da autarquia registo para o saldo financeiro positivo: +378 mil € (receitas: 9,4 Milhões €; Despesas: 9,1 Milhões €). 10% das despesas da Câmara foram destinadas à cultura e desporto, valor superior ao de 2010 (4% do total das despesas) e 7% das despesas do município são relativas ao ambiente, 1 ponto percentual abaixo do valor registado a nível nacional (8%).

Neste ponto, Ferreira do Zêzere tem sido notícia a nível nacional por ser dos municípios com o mais baixo prazo médio de pagamentos, zero dias, ou seja, paga na hora aos fornecedores, feito que só é conseguido por três municípios a nível nacional. Estes dados constam do relatório trimestral da Direção-Geral das Autarquias Locais.

Segundo os dados da PORDATA, 910€ é quanto ganham em média os trabalhadores por conta de outrem no município de Ferreira do Zêzere, 257€ abaixo do ganho médio a nível nacional. Foto: Arlindo Homem

Quanto a emprego, há um fenómeno recente no concelho. No Médio Tejo, foi o único onde o desemprego diminuiu durante a pandemia de covid-19. Segundo os dados do IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional, em janeiro estavam registados em Ferreira do Zêzere 139 desempregados, mas em abril eram apenas 120. Ou seja, ao contrário do que se verificou nos outros concelhos, naquele concelho foram criados mais postos de trabalho durante a pandemia.

Em 2018, o valor médio de avaliação bancária da habitação foi de 734 € por m2, 458 € inferior à média nacional

Para rematar, ficam mais alguns dados da PORDATA referente a 2018 no concelho: 11 alojamentos turísticos, mais 9 do que em 2010, 4 farmácias e 2 bancos e caixas económicas, menos 1 que em 2010.

Dornes, um dos cartões de visita de Ferreira do Zêzere. Foto: DR

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome