Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Setembro 20, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Fátima: João Canijo roda “Amen” na cidade em maio

O realizador João Canijo está a produzir em Vinhais, no extremo nordeste de Portugal, o seu novo filme, sobre a mais longa e dura peregrinação a Fátima. Ao mediotejo.net adiantou que as filmagens deverão passar pela cidade em meados de maio.

- Publicidade -

Será uma caminhada de 430 quilómetros durante nove dias, a partir da região de Vinhais, distrito de Bragança, até Fátima. Na localidade, um grupo de atrizes (Rita Blanco, Ana Bustorff, Márcia Breia, Anabela Moreira, Cleia Almeida, Sara Norte e Teresa Tavares) estão há cerca de dois meses a preparar-se para a rodagem, que deverá iniciar-se ainda em março. Trabalham aos balcões dos cafés, em fábricas, na lavoura, no centro de saúde, e na escola da aldeia de Rio de Fornos, procurando assim encarnar mulheres comuns nas suas lides do quotidiano. O filme deverá estrear em 2017, ano do Centenário das Aparições.

Em declarações feitas recentemente à Lusa, João Canijo confessara que o título inicial do filme pretendia ser “Fátima”, mas o nome já existe (filme de 1997 com Catarina Furtado e Joaquim de Almeida). Para já é “Amen”, embora esteja registado como “Caminhos da Alma”.

- Publicidade -

O mediotejo.net procurou saber um pouco mais sobre o porquê deste projeto e entrou em contacto com o realizador, que está a ultimar o argumento. Dadas as dificuldades com o acesso a rede de telemóvel na zona onde se encontra, optou-se por fazer a entrevista via e-mail.

Não tendo nenhuma relação em particular com Fátima, João Canijo confessou assim ao mediotejo.net que para tentar perceber como era uma peregrinação decidiu fazer uma. “A conclusão da minha peregrinação, que foi curta, é que é precisa muita fé para aguentar tanto esgotamento diário”, referiu. A escolha de Fátima e do tema deste filme em geral “tem a ver com a relação da humanidade com a fé. É uma questão universal”, explicou.

Saindo a peregrinação de Bragança, esta será a história da “mais longa e a mais sofrida de todas as que se fazem em Portugal”. “Nunca equacionei uma peregrinação fora de Portugal”, destaca quando perguntamos porque não escolheu, por exemplo, Santiago de Compostela, que é um destino de peregrinação mais internacional. “Eu tento fazer filmes sobre Portugal e os portugueses e há poucas coisas tão portuguesas como Fátima”, termina.

Não se adiantando muito mais sobre o projeto, João Canijo referiu que deverá estar a filmar em Fátima em meados de maio, altura do maior pico de afluência anual ao Santuário.

João Canijo, 59 anos, é o premiado realizador de filmes como “Sangue do Meu Sangue” (2011), “Mal Nascida” (2007), “Noite Escura” (2004) ou “Ganhar a Vida” (2001).

Foto: DR
O realizador volta a trabalhar com algumas das suas atrizes de eleição, como Rita Blanco. Foto: DR

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome