Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Setembro 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Movimento independente conclui ciclo de sete webinars

Com o mote ‘Abrantes, Missão Possível’, o movimento ALTERNATIVAcom, que candidata o gestor Vasco Damas à Câmara de Abrantes nas eleições autárquicas deste ano, fecha na terça-feira um ciclo de sete webinars temáticos debatendo a questão da participação democrática.

- Publicidade -

O tema que fecha o ciclo de webinar, com uma debate e discussão online a partir das 21:30, incide sobre o tema “Autarquia Orientada para os Cidadãos e Participação Democrática” e terá como intervenientes Vasco Damas (moderador), Aurélio Ferreira, líder do movimento independente MPM – Movimento pela Marinha e presidente da AMAI – Associação Nacional dos Movimentos Autárquicos Independentes, e João Paulo Batalha, consultor nas áreas da boa governança, transparência e políticas de combate à corrupção, e ex-presidente da direção da Transparência e Integridade (até 2020), associação cívica de que foi fundador.

Em nota de imprensa, o ALTERNATIVAcom diz que o objetivo é “refletir sobre o conceito de autarquia orientada para os cidadãos, identificando as áreas e processos mais sensíveis para os munícipes em termos de transparência de processos, qualidade dos serviços e satisfação dos utentes”, bem como “analisar o estado da participação democrática dos cidadãos nos órgãos autárquicos, no movimento associativo e noutros fóruns cívicos, sugerindo estratégias e soluções para facilitar e incentivar essa participação, colocando-a ao serviço do desenvolvimento”.

Os webinars estão disponíveis e podem ser acompanhados online em: https://sites.google.com/view/movimentoalternativacom/debates?authuser=0#h.9elmt1woyw0s.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome