Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Terça-feira, Novembro 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Abrantes | José Nascimento avança pelo ALTERNATIVAcom à Assembleia Municipal e à UF São Facundo e Vale das Mós

O candidato do movimento ALTERNATIVAcom à Assembleia Municipal de Abrantes é José Rafael Nascimento, igualmente candidato à Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de São Facundo e Vale das Mós, anunciou o movimento independente, que candidata Vasco Damas à Câmara Municipal.

- Publicidade -

José Rafael Nascimento vive em Vale de Zebrinho (São Facundo) há cinco anos, desde que decidiu residir permanentemente na casa que foi dos seus avós maternos.

Nasceu há 64 anos em Moçambique, na então cidade de Lourenço Marques (hoje Maputo), terra para onde os seus pais haviam emigrado. Aí cresceu e se fez adulto, tendo iniciado o curso superior em economia e gestão que mais tarde terminou em Lisboa, complementado com um mestrado em psicologia social e organizacional. Profissionalmente, lecionou durante mais de vinte anos no ensino superior, depois de uma carreira de quinze anos em empresas e instituições públicas e privadas.

- Publicidade -

Atualmente reformado, colabora na Universidade Sénior do Sardoal, na imprensa e rádio regionais, e em encontros culturais, científicos e empresariais de âmbito local e nacional.

Apresenta como razões da sua candidatura: “Contribuir, trabalhando com todos, para o reforço da democracia e da cidadania local, para a coesão e o progresso social dos abrantinos, e para o desenvolvimento e prestígio de Abrantes – da cidade e de cada uma das suas freguesias”, afirmou, em declarações ao mediotejo.net.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome