Quinta-feira, Fevereiro 25, 2021
- Publicidade -

Abrantes | Jorge Ferreira Dias fica em prisão preventiva

O juiz de Instrução criminal do Tribunal de Santarém aplicou a prisão preventiva ao ex-empresário da construção civil, Jorge Ferreira Dias, detido pela Polícia de Segurança Pública (PSP), ontem em Abrantes, após o cidadão abrantino ter agredido fisicamente o presidente, o vice-presidente e uma trabalhadora do Município de Abrantes, disse ao mediotejo.net fonte da PSP de Tomar.

- Publicidade -

O subintendente Bruno Soares adiantou que a medida de coação aplicada ao detido foi a prisão preventiva, a mais gravosa, ficando Jorge Ferreira Dias a aguardar julgamento.

Jorge Ferreira Dias será ainda hoje conduzido ao estabelecimento prisional de Leiria pela PSP.

- Publicidade -

O suspeito de agressão foi presente ao juiz de instrução criminal esta manhã, em Santarém, onde lhe foi decretada então esta medida de coação tendo ficado na noite passada detido no local de pernoita da PSP em Tomar.

Jorge Ferreira Dias agride autarcas em reunião de executivo. Créditos: mediotejo.net

Autarcas de Abrantes foram ontem ameaçados verbalmente e agredidos fisicamente em reunião de Câmara pelo cidadão abrantino Jorge Ferreira Dias. O ex-empresário da construção civil, que há anos acusa a Câmara Municipal de Abrantes de ter responsabilidades na falência das suas empresas, entrou de rompante e visivelmente transtornado no auditório do Edifício Pirâmide, onde decorria a sessão.

Jorge Dias Ferreira tem um litígio antigo com a autarquia e acabou detido pela PSP. Esta medida de coação é o culminar de um processo que se arrasta há cerca de 20 anos, com episódios semelhantes pelo meio envolvendo ameaçadas ao executivo da Câmara Municipal de Abrantes, nomeadamente à antiga presidente da autarquia, Maria do Céu Antunes, hoje ministra da Agricultura.

O ex-empresário chegou mesmo a pedir uma indemnização superior a seis milhões de euros, por perdas e danos, mas o Tribunal de Leiria considerou, no ano passado, “totalmente improcedente a ação de Ferreira Dias, por inexistência de facto ilícito e culposo”, absolvendo a câmara das acusações.

Jorge Ferreira Dias ameaçou e agrediu autarcas em reunião de executivo de Abrantes. Créditos: mediotejo.net

A prisão preventiva ocorre durante o processo, num momento em que o arguido não foi condenado nem é certo que venha a sê‑lo. É uma medida de coação destinada a garantir o normal desenvolvimento do processo e cuja aplicação exige tratar‑se de criminalidade perigosa ou de crime punível com pena de prisão superior a 5 anos, bem como a existência de “fortes indícios” de que o crime foi cometido pelo arguido.

O mediotejo.net publicou no ano passado um extenso artigo atualizado sobre as razões que opõem Jorge Ferreira Dias à autarquia de Abrantes, que pode ler aqui.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

16 COMENTÁRIOS

  1. Se tivesse na situação dele tinha era lá entrado e dava um apagam nesses ladrões todos tanham vergonha os julgamentos do homem andaram anos e anos em tribunal !!! Até aposto que o destes homen não vai demorar muito para ver se o calam depressa e de vez !!!

  2. No mês de Julho de 2018 um casal de reformados de Abrantes foi agredido, sequestrado, roubado, a porta da sua habitação foi destruída e houve ameaças de morte.

    Os agressores continuem em liberdade, nem tão pouco é conhecida a data em que haverá julgamento, continuando as agressões sem reacção das autoridades.

    Conseguem deslocar-se diariamente nas ruas de Abrantes em viaturas de luxo de matricula estrangeira, o que é ilegal visto que residem em Portugal, sem que a PSP, a GNR ou mesmo a Alfandega diga palavra, como se não chegasse estarem a viver em habitações construídas ilegalmente e com processo na câmara de Abrantes desde 2015.

    Justiça não é para todos.

  3. Onde anda o Salgado ? E o Socrates ? E outros tantos que muito roubaram os contribuintes e continuam a fazer as suas vidas a gozarem com o povo… Deviam ter vergonha de prender o homem

  4. Qd políticos são agredidos ou ameaçados, alguém vai preso.

    Qd politicos roubam o cidadão, o contribuinte, ninguém vai preso.

    É assim a democracia..

  5. Se fosse um pobre cheio de fome a roubar um pao também era preso. Mas se for um “pulhitico” a fazer o que todos sabemos – basta ver a CS – fica em liberdade para gozar o produto das suas acções. É a democracia que temos, e a falta de honestidade que caracteriza estes tempos.

  6. Venho a seguir o caso deste sr ha muito tempo por informaçoes era e é um sr idoneo deu muito trabalho a muita gente e me dizem de Abrantes k ele tem razao eu proprio tenho visto as reportagens k dao sobre o caso e deram cabo da vida desse sr a começar pela ministra actual da agricultura essa ignobil e desencadeou um vasto apoio politico dentro da camara o tribunal deu lhe razao os terrenos SAO DELE a camara apropiou se deles esse homem tem razao politicos de merda gente fraca o sr esta desesperado eu era capaz de fazer pior tiro lhe o meu chapeu continue a lutar sr merece o meu respeito vcs polticos cambada de vampiros

  7. A justiça é cega e tem os olhos vendados. E assim meia dúzia de tratantes aproveitaram e passaram-lhe uma rasteira e a coitada caiu de joelhos no chão. Agora anda de gatas a apalpar à procura da balança e da espada. Enquanto isso os mariolas dançam e saltitam à volta dela enquanto lhe vão dando pontapés no traseiro cantarolando em tom jocoso “Cabra cega, de onde vens?”

    É esta a imagem que tenho da justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).