- Publicidade -

Sexta-feira, Janeiro 21, 2022
- Publicidade -

Abrantes | Encosta da Barata dinamiza Aldeia Natal até 11 de janeiro

A TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior, em sinergia com um conjunto de parceiros, inaugurou em Abrantes a atividade da Aldeia Natal, que irá decorrer até 11 de janeiro de 2022, na Urbanização da Encosta da Barata, no âmbito do projeto “Encosta Viva”, do programa Bairros Saudáveis.

- Publicidade -

A Aldeia Natal é uma ação que marca o início da dinamização de um conjunto de atividades que visam contribuir para a melhoria da qualidade de vida da comunidade do Bairro da Encosta da Barata, pretendendo-se desencadear mecanismos de organização que sustentem a criação de uma Associação de Moradores.

A decorrer até 11 de janeiro e com atividades pensadas para miúdos e graúdos, o projeto “Encosta Viva” foi apresentado pela Tagus – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior ao programa “Bairros Saudáveis”, em dezembro de 2020, e conta com um financiamento de 50 mil euros.

‘Aldeia Natal” decorre até 11 de janeiro na Encosta da Barata, em Abrantes. Foto: mediotejo.net
- Publicidade -

Tem como principal objetivo “contribuir para a melhoria da qualidade de vida da comunidade residente no bairro da Encosta da Barata, em Abrantes, despoletando mecanismos de auto-organização para fomentar o aparecimento de uma Associação de Moradores, procurando melhorar a visibilidade deste local, criar sentimentos de pertença, orgulho e interajuda por parte dos moradores, através da dinamização de atividades culturais, económicas, desportivas, recreativas e de saúde”, refere a Tagus.

Inauguração Aldeia Natal – Encosta Viva. Créditos: Tagus

Além da Tagus, a “Encosta Viva” é dinamizada pela Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola António Torrado, Associação dos Escoteiros de Portugal – Grupo em Formação de Abrantes, o Agrupamento 172 de Abrantes do Corpo Nacional de Escutas, Cres.Ser – Associação de Desenvolvimento Pessoal e Comunitário, Escola Básica António Torrado do Agrupamento de Escolas nº2 de Abrantes, Município de Abrantes e União de Freguesias de Abrantes (S. Vicente e S. João) e Alferrarede, bem como de toda a comunidade presente na Encosta da Barata.

Inauguração Aldeia Natal – Encosta Viva. Créditos: Tagus
- Publicidade -

“Promover a coesão social, o aumento de competências e da empregabilidade e o livre acesso à cultura, sensibilizar a comunidade para hábitos de vida saudáveis e combater o isolamento são os objetivos específicos que foram delineados pelos parceiros”, refere igualmente nota da Tagus.

Até agosto de 2022, o projeto “Encosta Viva” tem programado um conjunto de ações, que abrangem 4 áreas, “Pensar a Encosta” promovendo a coesão social, a “Encosta Empreendedora”, proporcionando o aumento de competências e da empregabilidade, a “Encosta Saudável”, que visa combater o isolamento e promover hábitos de vida saudáveis e a “Encosta com Arte” permitindo o livre acesso à cultura.

O Programa Bairros Saudáveis foi criado pela Resolução de Conselho de Ministros 52-A/2020, de 1 de julho, retificada pela Declaração de Retificação 25-B/2020, de 23 de julho, como um “instrumento participativo que promove iniciativas de saúde, sociais, económicas, ambientais e urbanísticas junto das comunidades locais mais atingidas pela pandemia, ou por outros fatores que afetam as suas condições de saúde e bem-estar.”

Na Aldeia Natal a entrada é gratuita. Mas devem ser cumpridas as regras do combate à pandemia covid-19, nomeadamente o uso de máscara, o distanciamento físico e a higienização regular das mãos, informa a associação.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome