- Publicidade -
Quinta-feira, Janeiro 27, 2022
- Publicidade -

À Mesa | Para o Guia Michelin, só há 3 restaurantes na região que valem (mesmo) a pena

O restaurante Casa Chef Victor Felisberto, em Alferrarede, Abrantes, voltou a ser distinguido com um Bib Gourmand, uma espécie de “antecâmara” da estrela Michelin e uma honra reservada pelos inspectores do centenário guia gastronómico francês a locais com “refeições extraordinárias” por um preço médio abaixo dos 35 euros.

- Publicidade -

É o terceiro ano consecutivo em que Victor Felisberto conquista este prémio para a região do Médio Tejo, onde mais nenhum espaço o obteve em 2020 e 2021, situação que volta a repetir-se no Guia Michelin de 2022.

O chef Victor Felisberto no seu restaurante em Alferrarede, Abrantes Créditos: mediotejo.net

O chef, que tem no seu currículo duas estrelas Michelin atribuídas pelo seu trabalho em Andorra e Inglaterra, abriu o seu próprio espaço em Alferrarede em 2018 e depressa começou a receber clientes de todo o país, para degustarem os seus pratos únicos, como as carnes cozinhadas a baixa temperatura em forno de lenha. 

- Publicidade -

As sobremesas são outro dos pontos fortes desta casa. O chef patenteou o seu foundant de chocolate (comprado pela Nestlé) e provar as suas criações doces, feitas no momento, é uma experiência por si só.

- Publicidade -

Os restaurantes premiados em Portugal e Espanha no Guia Michelin de 2022 foram anunciados a 14 de dezembro de 2021 numa cerimónia em Valência, Espanha, mas nessa altura apenas foram reveladas as listas completas dos restaurantes com estrelas e as novidades acrescentadas aos Bib Gourmand. Só agora existe o guia disponível com todas as referências para a Península Ibérica, incluindo os Bib Gourmand (38 restaurantes em Portugal) e os “Pratos Michelin”, a categoria mais baixa do Guia (ainda assim, muito exigente), para a chamada “cozinha de qualidade”.

Na região do Médio Tejo não há mais distinções Bib Gourmand e, nos distritos de Santarém e de Castelo Branco, só mais dois restaurantes merecem essa distinção: a taberna Ó Balcão, em Santarém, e a taberna A Laranjinha, na Covilhã.

Quem se guiar pelo Guia Michelin para procurar uma refeição memorável, só terá mais duas opções na região do Médio Tejo. Distinguidos com um “Prato Michelin”, que tem no guia a legenda “Produtos de qualidade e a mão do chefe: uma boa comida, nem mais nem menos!”, surgem os restaurantes Tia Alice e O Convite, ambos em Fátima.

O Restaurante Tia Alice, em Fátima, continua a merecer destaque no Guia Michelin 2022. Créditos: mediotejo.net

Sobre o restaurante Tia Alice, uma das instituições gastronómicas da região, onde Maria Alice Marto, de 86 anos, ainda faz a sua “magia”, os inspectores escreveram: “Um negócio familiar atualizado com muito gosto. As salas complementam-se com uma atrativa loja de produtos do lar e um belo jardim. Saborosa cozinha tradicional!”

A propósito do restaurante O Convite, referem: “Dispõe de uma entrada própria, um acesso a partir do hall do hotel e uma confortável sala de jantar de linha clássica – atual. Carta tradicional bastante completa, com pratos elaborados.”

Guia Michelin 2022
Restaurantes com Bib Gourmand

  • Xtoria (Setúbal)
  • Arkhe (Lisboa)
  • Avista (Madeira/Funchal)
  • CHECK-IN (Faro)
  • O Javali (Bragança)
  • O Frade (Lisboa)
  • Semea by Euskalduna (Porto)
  • Casa Chef Victor Felisberto (Abrantes)
  • Solar do Bacalhau (Coimbra)
  • Le Babachris (Guimarães)
  • Saraiva’s (Lisboa)
  • In Diferente (Porto)
  • Ó Balcão (Santarém)
  • Tasca do Zé Tuga (Bragança)
  • Avenida (Lagos)
  • Taberna A Laranjinha (Covilhã)
  • Dom José (Bombarral)
  • Tasquinha da Linda (Viana do Castelo)
  • O Marinheiro (Albufeira/Sesmarias)
  • Dom Joaquim (Évora)
  • A Bolota (Terrugem)
  • Cais da Estação (Sines)
  • 3 Pipos (Tonda)
  • O Típico (Águeda)
  • Dóri (Aveiro/Costa Nova do Prado)
  • Marquês de Marialva (Cantanhede)
  • Casa Matos (Salreu)
  • Mário Luso (Carvalhos)
  • Machado (Maia Nogueira)
  • Casinha Velha (Leiria/Marrazes)
  • O Parreirinha (Queluz/Tercena)
  • Vila do Peixe (Madeira/Câmara de Lobos)
  • Camelo (Viana do Castelo/Santa Marta de Portuzelo)
  • Carvalho (Chaves)
  • Brasa (Macedo de Cavaleiros)
  • Solar do Forcado (Portalegre)
  • Muralha da Sé (Viseu)
  • Solar dos Nunes (Lisboa)
  • Casal da Penha (Madeira/Funchal)
  • Pedra Furada (Pedra Furada)

Restaurantes com Uma Estrela Michelin

  • A Cozinha (Guimarães)
  • A Ver Tavira (Tavira)
  • Al Sud (Lagos)
  • Antiqvvm (Porto)
  • Bon Bon (Lagoa)
  • 100 Maneiras (Lisboa)
  • CURA (Lisboa)
  • Eleven (Lisboa)
  • Eneko Lisboa (Lisboa)
  • EPUR (Lisboa)
  • Esporão (Reguengos de Monsaraz)
  • Feitoria (Lisboa)
  • Fifty Seconds (Lisboa)
  • Fortaleza do Guincho (Cascais)
  • G Pousada (Bragança)
  • Gusto (Almancil)
  • Lab by Sergi Arola (Sintra)
  • Largo do Paço (Amarante)
  • Loco (Lisboa)
  • Mesa de Lemos (Passos de Silgueiros)
  • Midori (Sintra)
  • Pedro Lemos (Porto)
  • Vila Foz (Porto)
  • Vista (Portimão)
  • Vistas Rui Silvestre (Vila Nova de Cacela)
  • William (Funchal)

Restaurantes com Duas Estrelas Michelin

  • Alma (Lisboa)
  • Belcanto (Lisboa)
  • Casa de Chá da Boa Nova (Leça da Palmeira)
  • Il Gallo d’Oro (Funchal)
  • Vila Joya (Albufeira)
  • Ocean (Porches)
  • The Yeatman (Vila Nova de Gaia)

Sou diretora do jornal mediotejo.net e da revista Ponto, e diretora editorial da Médio Tejo Edições / Origami Livros. Sou jornalista profissional desde 1995 e tenho a felicidade de ter corrido mundo a fazer o que mais gosto, testemunhando momentos cruciais da história mundial. Fui grande-repórter da revista Visão e algumas da reportagens que escrevi foram premiadas a nível nacional e internacional. Mas a maior recompensa desta profissão será sempre a promessa contida em cada texto: a possibilidade de questionar, inquietar, surpreender, emocionar e, quem sabe, fazer a diferença. Cresci no Tramagal, terra onde aprendi as primeiras letras e os valores da fraternidade e da liberdade. Mantenho-me apaixonada pelo processo de descoberta, investigação e escrita de uma boa história. Gosto de plantar árvores e flores, sou mãe a dobrar e escrevi quatro livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome