Torres Novas | Cidadã denuncia descarga poluente no rio Almonda

Fotos tiradas por Helena Pereira na Zibreira

Uma cidadã residente na Zibreira, concelho de Torres Novas, presenciou uma descarga aparentemente poluente para o rio almonda, na sexta-feira, 17 de fevereiro. As fotos enviadas ao mediotejo.net mostram uma grande quantidade de espuma acumulada, aparentemente proveniente de uma descarga levada a cabo por uma empresa local.

PUB

A moradora ficou indignada com a situação e partilhou as fotografias nas redes sociais, frisando ao mediotejo.net que não foi a primeira fez que a situação sucedia, mas só agora a população “está a acordar” para os problemas da poluição.

“Fomos até à beira rio”, comentou a moradora, Helena Pereira, e “deparámo-nos com essa poluição toda”, tendo ela e o marido presenciado a descarga. Segundo relatou ao mediotejo.net, a zona é escondida e não sentiu mau cheiro, apenas muita espuma, que deixou o rio almonda com a aparência que estava coberto de gelo.

Do momento tirou fotos com o telemóvel. “Vim para casa indignada e aborrecida”, confessou, admitindo que não contactou as autoridades, mas partilhou as fotos na internet.

“Eu já tinha reparado que havia descargas, mas com aquela gravidade nunca”, salientou, explicando que existiam várias saídas daquela descarga para o rio.

PUB

A moradora lembrou que no verão as crianças brincam no rio e as pessoas têm hortas. Mas só “agora é que a gente está a acordar” para os problemas da poluição.

O mediotejo.net contactou o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR de Torres Novas, que desconhecia a situação, tendo enviado de seguida uma equipa para averiguar o local.

A zona em causa, reconheceu ao jornal, não costuma ter problemas desta natureza.

O mediotejo.net vai continuar a acompanhar este caso.

PUB

3 COMENTÁRIOS

  1. Toca a denunciar e não esquecendo que em primeiro lugar deve ser avisado e chamado o SEPNA e depois podem e devem ser enviadas provas para a Apa, Igamaot.
    Parece que houve mudanças no Sepna de Torres Novas e portanto só poderei dizer aleluia e sejam bem vindos senhores do Sepna. A Linha Ambiente está disponível 24/24 horas, e lamento que por vezes demorem muitas vezes a se deslocarem ao local e entretanto as provas ficam reduzidas ou até desaparecem.

  2. Parece que se trata duma empresa que nunca foi referenciada aqui nas redes sociais e parece ser a RENOVA- Fábrica de Papel do Almonda, S.A.-Mas de que todos temos medo.de falar! A CÂMARA MUNICIPAL DE TORRES NOVAS E A SUA FAMOSA COMISSÃO DO AMBIENTE e que é parcial e tendenciosa, NÃO PODE continuar a tentar esconder o sol com uma peneira. É chegada a hora da Renova ser vistoriada e não só pelo facto de destruir um recurso hídrico que é de todos os portugueses. O meu principio de denuncia mantém-se inalterado, uma empresa por muito grande que seja não pode continuar a destruir o ambiente mesmo que contribua com uma grande percentagem para o PIB/regional/nacional. À atenção do Sepna de Torres Novas pois digo se não foram lá foi porque se esqueceram, embora o fabrico de queijo não seja o mais forte de T Novas. Se a Apa ou o Igamaot quiser mais dados é fácil venham falar comigo e terão acesso a outros dados, pois já ontem era tarde. Principio numero dois : as empresas não podem ser fiscalizadas em função do seu poder económico ou conotação politica, ou até de possíveis subvenções a partidos políticos. Está a chegar a hora senhores da APA de mostrarem o vosso verdadeiro jogo do esconde/esconde. sendo que não podem haver filhos e enteados nesta questão das fiscalizações pré-programadas.
    Não sei porquê mas o SEPNA de Torres Novas tem-se esquecido de forma sistemática desta descarga.

  3. O SEPNA é uma treta, basta ver que a carrinha anda sempre impecavelmente limpa, sinal que andam muito atarefados a passear onde não há poluição…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here