O sol ontem “bailou” em Ourém, à passagem da imagem de Fátima. Milagre?

Foto tirada a 13 de outubro de 1917, aquando o "milagre do sol", e publicada no jornal "O Século". Foto D.R.

Na manhã de quarta-feira, 4 de maio, o “sol bailou” em Ourém, junto à Igreja Matriz, depois de uma noite de oração à imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima. Milagre? Várias dezenas de pessoas assistiram e cada qual tirou a sua conclusão sobre aquele momento (há quem refira 15 minutos, outros falam em alguns segundos) em que o sol brilhou com mais intensidade, pelas 8 horas da manhã.

PUB

O mediotejo.net falou com Maria Helena, residente em Lourinha, Ourém, que assistiu ao episódio. A imagem Peregrina de Fátima (que tem estado a percorrer várias paróquias) acabara de deixar a igreja de Ourém para ser colocada no seu veículo de transporte quando outra pessoa chamou a atenção de Maria Helena para o aspecto do céu. “Olhava-se para o sol e quase que se ficava cega”, explica, adiantando que o astro, brilhando de forma mais intensa, tinha à sua volta luzes de variadas cores.

“Pode ser um chamamento de Nossa Senhora, um sinal”, reflete, admitindo que é uma pessoa de fé e lembrando que os três pastorinhos de Fátima passaram por Ourém durante o período das Aparições de 1917. A imagem peregrina já não visitava a paróquia há 50 anos, atraindo por isso uma grande multidão ao local, a uma semana das comemorações do 13 de maio. Maria Helena não sabe dizer ao certo quantas pessoas estavam no local, apenas que era “tanta gente” e que só deu pelo sucedido porque a alertaram.

Este tipo de “milagres” surgem “associados a todos os fenómenos de aparições”, comenta a respeito do episódio o antropólogo Aurélio Lopes, estudioso de várias narrativas religiosas populares, como a de Fátima ou a da Santa da Ladeira (Torres Novas). No geral, constata, trata-se de um fenómeno meteorológico até bastante vulgar, ainda que não suceda com muita frequência. Explica que está relacionado com a refração da luz e diferentes níveis de humidade, que criam ilusões e imagens de “movimento de luzes azuladas, avermelhadas”.

“Todas as Aparições têm fenómenos desses”, nota, lembrando não só o milagre do sol de Fátima como outros casos de devoção religiosa espalhados pela região. “Fenómenos que não têm nada de anormal, a não ser que não são quotidianos.”

Acontece que a maioria das pessoas não olha com frequência para o céu, não se apercebendo. Já quem possui algum tipo de devoção e olha para o céu numa “postura de espera”, acaba por se dar conta destes episódio meteorológicos, considera. O antropólogo constata que, face a estas explicações, cada um dá a sua interpretação. Mas, salienta, “sóis a bailar” é  algo “relativamente vulgar”.

7 COMENTÁRIOS

  1. Isto é anedótico!
    No Site UFO Portugal está a devida explicação do fenómeno.
    Uma vez mais a imprensa a dar cobertura a algo sem uma devida investigação.
    Vejam a explicação em ufoportugal.blogspot.com
    A má interpretação e cobertura da imprensa faz com que o Santuário lucre mais €€€€ às custas dos fiéis.
    Antes de publicarem tal notícia tentem obter informações adequadas.

  2. Já que há um concurso chamado “Portugal Got Talent”, acredito que o Sol tenha querido mostrar as suas “liberdades artísticas” e resolveu voltar a “dançar” como há quase 1 século ! 😉
    Fora de brincadeira, um colega meu de curso costumava dizer que, enquanto a tecnologia vai evoluindo, a mente humana vai regredindo…palavras para quê?
    Portugal continua a viver na Idade Média e por isso a IGNORÂNCIA (ou talvez mesmo ESTUPIDEZ) continuam a dominar esta sociedade ! :O
    Se o Sol saísse do seu lugar no Sistema Solar para aproximar-se da Terra, não acham que toda a vida na Terra desaparecia com as temperaturas extremas e alterações em toda a superfície do planeta ? :O

    • Em 1917, em Fatima, Nossa Senhora disse que Portugal não perderia a Fé mas, pelos comentarios acima, tem muito portugues que perdeu a Fé e não acredita que Deus possa fazer milagres. Daí estes comentarios estupidos, positivistas, dignos de mouros. É por existir tal tipo de gente que Portugal não é mais o pais da reconquista e dos bravos navegantes. Potugal catolico dominava o Mundo, agora…se arrasta aos pés do Mundo. Como brasileiro só tenho a lamentar e protestar.

  3. Esse antropólogo é um belo de um fanfarrão. Se ele não estava nesses locais, como sabe que o que houve foi um fenômeno meteorológico comum? Uma coisa que talvez este gajo não saiba é que é cientificamente IMPOSSÍVEL que mais de dez pessoas tenham uma mesma ilusão de ótica desse nível. Não sei o que houve nesse local, mas necessito de mais fé para acreditar no antropólogo do que no povo.

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here