Mação: alunos do ensino secundário intervêm em assembleia municipal

Cerca de 100 alunos da Escola Básica e Secundária 2/3 de Mação, que integra o Agrupamento de Escolas Verde Horizonte, trocaram, na manhã de quinta-feira, 24 de fevereiro, a sala de aulas por uma experiência diferente: no auditório da escola assistiram a uma sessão de assembleia municipal.

IMG_2838
Assembleia municipal decorreu fora dos Paços do Concelho. Foto: mediotejo.net

A ordem de trabalhos era curta mas, ainda assim, os trabalhos prolongaram-se entre as 10h30 e as 13 horas. Antes do período da Ordem do Dia – excepcionalmente porque o público normalmente só intervém no final – foi dada a oportunidade aos alunos do secundário de colocarem as suas questões.

IMG_2841
Auditório encheu com o público. Foto: mediotejo.net

A aluna Mónica Vieira, que mora na aldeia dos Castelos, abriu as hostes para referir que, junto à rua da Igreja, “há fossas a despejar directamente para a rua” o que gera cheiros nauseabundos. Questionou, por isso, para quando uma solução definitiva. Situação idêntica acontece na Ortiga, segundo as aluna Joana Ambrósio e Amélia Silva. “Tenho reparado que tem lá ido uma máquina para retirar dejectos e sempre que acontece é muito desagradável o cheiro”, descreveu esta última. O presidente da autarquia, Vasco Estrela, reconheceu que estas são algumas localidades onde não existe ainda sistema de saneamento básico, o que obriga os moradores a terem fossas sépticas.

PUB

Os alunos mostraram-se ainda sensíveis às questões ambientais. Por exemplo, Ana Antunes pediu a palavra para indicar que em Chão de Lopes, onde reside, só existe um ecoponto, sugerindo que deviam existir mais contentores para separação de lixo. Neste caso, a resposta veio pelo vereador António Louro que explicou que, em todo o concelho, existem espalhados cerca de 30 ecopontos. “O ideal era existirem ecopontos ao pé da porta mas, até o pudermos fazer, todos temos que fazer um esforço e andar alguns metros para separar o lixo”, disse.

IMG_2843
Director do Agrupamento, António José Almeida, dirigiu-se aos alunos. Foto: mediotejo.net

Os alunos tiveram ainda a oportunidade de assistirem a várias intervenções alusivas ao estado em que se encontra o Rio Tejo, sendo sensibilizados a participar ativamente na defesa do rio. “São vocês os herdeiros do Tejo”, disse o eleito do PS, Cardoso Lopes. Também o eleito Duarte Marques, do PSD, pediu aos alunos para denunciarem e fotografarem com os telemóveis situações que atentem contra o ambiente, nomeadamente a poluição da floresta.

PUB

Os alunos acabariam por sair do auditório, um pouco antes da sessão terminar, à excepção de Francisco Sousa e Diogo Marques, do 12.º ano, que explicam ao mediotejo.net que quiseram ficar a assistir por “curiosidade”, não sendo a primeira vez que assistem a uma reunião de assembleia municipal.

IMG_2850
Francisco Sousa e Diogo Marques ficaram até ao fim. Foto: mediotejo.net

O director do agrupamento de Escolas Verde Horizonte, disse ao mediotejo.net que não foi a primeira vez que a escola foi palco para uma assembleia municipal, sendo habitual a de Fevereiro realizar-se no estabelecimento de ensino.

IMG_2829
Alunos do Curso Profissional de Hotelaria e Restauração preparam recepção. Foto: mediotejo.net

Antes desta sessão da assembleia municipal, foi servido um “coffee break” pelos alunos do Curso Profissional de Hotelaria e Restauração, que também serviram o almoço aos eleitos no restaurante pedagógico da escola.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here