ZêzereArts leva música a monumentos do Centro em julho e agosto

O ZêzereArts 2016 – Festival Internacional de Música no Património vai decorrer nos meses de julho e agosto com mais de 15 espetáculos em vários monumentos de Tomar, Ferreira do Zêzere, Vila Nova da Barquinha e Batalha.

PUB

Criado originalmente como residência artística e Festival de Ópera em Ferreira do Zêzere pelo maestro irlandês Brian MacKay, o ZêzereArts evoluiu nos últimos anos, alargando-se a locais emblemáticos de uma região que conquistou o músico, levando-o a fixar aqui residência.

A formação para músicos e cantores, que se inicia a 13 de julho, concilia-se com os mais de 15 espetáculos que se vão realizar de 19 de julho a 10 de agosto no Convento de Cristo, em Tomar, na Torre de Dornes, em Ferreira do Zêzere, no Castelo de Almourol, em Vila Nova da Barquinha, e no Mosteiro da Batalha, entre outros locais da região.

PUB

Nas iniciativas programadas participarão mais de 80 cantores portugueses e estrangeiros e mais de 30 jovens instrumentistas portugueses e professores e maestros internacionais e nacionais, disse à Lusa Sandra Costa, da organização do evento, que decorre em paralelo com o Festival dos Capuchos, em Almada, também promovido por Brian Mackay e pelo violinista Luís Pacheco Cunha.

O ZêzereArts, que vai na sua sexta edição, tem apostado na ligação da música ao património, incluindo este ano o uso de dois órgãos históricos da região, o da Igreja da Santa Casa da Misericórdia de Tomar e o da Igreja de Dornes.

O evento começa no dia 19 de julho, à hora do almoço, com um concerto coral, com coro e música orquestral no órgão histórico napolitano, na capela da Santa Casa da Misericórdia de Tomar, e no dia seguinte, à tarde, no posto de turismo de Dornes, é inaugurada a exposição “Musicando”, seguindo-se, na Igreja de Dornes, o concerto de abertura do festival, com coro e música orquestral no órgão histórico ibérico.

A 22 de julho ao final da tarde, na Charola do Convento de Cristo, em Tomar, atua o Coro de Câmara ZêzereArts, havendo, no dia seguinte, ao princípio da tarde, um recital em Vila Nova da Barquinha com a Orquestra ZêzereArts e a pianista Taíssa Poliakova Cunha, estando marcado para esse dia à noite um Concerto Coral Sinfónico no Claustro D. João III, no Convento de Cristo.

No dia 26 à tarde realiza-se, na Biblioteca António Cartaxo Fonseca, em Tomar, um recital de piano trio “Por amor de Clara Wieck”, com Matilde Loureira (violino), Gonçalo Lélis (violoncelo) e Taíssa Poliakova Cunha (piano).

Sandra Costa realçou a visita noturna ao Mosteiro da Batalha, que se realiza no dia 27 de julho, com momentos de performances da Orquestra de Cordas do ZêzereArts, sendo para este espetáculo (com entrada livre, como todos os outros) necessária marcação prévia.

No dia seguinte à noite há um novo concerto orquestral no Claustro D. João III, no Convento de Cristo, pela Orquestra ZêzereArts com solistas da ‘masterclass’ de cordas, e, no dia 29, recital no Cineteatro Paraíso, em Tomar, ao princípio da tarde, e à noite, num espetáculo de dança com música ao vivo no Castelo de Almourol, a Orquestra ZêzereArts interpretará as “Quatro Estações”, de Vivaldi, e “As Quatro Estações Porteñas”, de Astor Piazzola, com solistas da ‘masterclasse’ de cordas.

No dia 30 de julho à tarde, os artistas participantes conduzem uma visita guiada à exposição “Musicando”, na Biblioteca Municipal Dr. António Baião, em Ferreira do Zêzere, seguida de um recital no mesmo local.

O “Concerto de Gala” está marcado para 31 de julho à tarde no Centro Cultural de Ferreira do Zêzere, com a Orquestra do ZêzereArts e as solistas convidadas Natasa Sibalic e Juliana Mauger.

A 04 de agosto, no Cineteatro Ivone Silva, em Ferreira do Zêzere, é interpretada a ópera “La Serva Padrona”, numa coprodução com o Convento dos Capuchos (Almada), no âmbito do Festival dos Capuchos.

Finalmente, a 10 de agosto realiza-se um Jantar de Gala, “Tournedos Rossini”, no hotel Casa do Adro, em Ferreira do Zêzere.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here