Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Agosto 3, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

ZêzereArts de regresso com ópera e música clássica em Tomar e Ferreira do Zêzere

A 11ª edição deste Festival tem início a 18 de julho e decorre em locais históricos de grande beleza, sendo a maioria dos espetáculos de entrada gratuita.

Com um conceito que combina a cooperação entre músicos internacionais (e o ensino das suas artes) com a oferta de performances de alta qualidade ao público, o Festival ZêzereArts – Música no Património realiza este ano a sua 11ª edição, desde o dia 18 de julho e até 8 de agosto, levando música erudita a Ferreira do Zêzere, Tomar e Batalha.

Uma vez mais, haverá música de câmara, recitais, concertos de orquestra, concertos corais e produções de ópera em locais históricos, sendo a maioria dos espetáculos de entrada gratuita.

O Festival é o culminar de uma experiência pedagógica que reúne durante algumas semanas, na região do Médio Tejo, estudantes de música, jovens profissionais e amadores de alto nível para cursos de Verão com professores de reconhecido mérito.

O mediotejo.net e a Antena2 são os Media Partners deste evento organizado pela Musicamera Produções, com a direção artística do irlandês Brian MacKay.

Concerto no Convento de Cristo, em 2017. Créditos: ZêzereArts

O ZêzereArts tem atraído, desde 2011, estudantes, jovens cantores de ópera, coralistas e instrumentistas de cordas de vários pontos do globo.

Na presente edição, os artistas residentes são os portugueses Adriano Aguiar (contrabaixista), Luís Pacheco Cunha (violinista), Jorge Alves (violinista) e Taíssa Poliakova Cunha (pianista), marcando igualmente presença Catherine Strynkx (violoncelista, francesa), Christopher Cowell (encenador de ópera, inglês), Ophélie Gaillard (violoncelista, francesa) e Eliot Lawson (violinista belga e luso-americano).

PROGRAMAÇÃO 2021

No dia 18 de julho, Pedro Caldeira Cabral (Cítara Portuguesa), foi o responsável por, em conjunto com Duncan Fox (Contrabaixo) e o Quarteto Lopes-Graça, por marcar o arranque do evento e levar a música até à Igreja de Nossa Senhora da Graça, em Tomar. 

Já no dia 21 (quarta-feira, às 18:30) é uma seleção escolhida a partir das 17 Séries de Sonatas de Igreja de Mozart que vai ser tocada no famoso órgão ibérico da Igreja de Nossa Senhora do Pranto, em Dornes.

No dia seguinte, 22 de julho (quinta-feira, 18:30) será a charola, no Convento de Cristo, em Tomar, o local responsável por acolher os formandos da Masterclass de Cordas do festival. Ambos os concertos possuem uma lotação de 40 lugares.

São igualmente estes formandos que no dia 23 (sexta-feira, 15:00) ministram um recital em conjunto com a pianista Taíssa Poliakova, num concerto limitado a 60 lugares, no Auditório Lopes-Graça, Canto Firme – Tomar.

Brian MacKay é o fundador e diretor artístico do ZêzereArts. Créditos: ZêzereArts

Também em Tomar, mas de novo no Convento de Cristo, no Claustro D. João III, no dia 24 (sábado, 21:00) a Orquestra do Festival, naquela que é uma junção entre alunos e professores, toca música de Mozart, Janácek, Strauss, entre outros, num concerto com a disponibilidade de 80 lugares na assistência. 

De volta a terras de Ferreira do Zêzere, a Igreja Matriz de Areias recebe no dia 25 (domingo, 18:00) o Concerto de Gala, em jeito de celebração do fim de curso, onde professores e alunos se juntam para tocar uma seleção de músicas por si escolhidas. Neste evento, com lotação para 100 pessoas, procede-se igualmente à entrega dos diplomas.

Já na freguesia de Bêco, mais concretamente na Igreja Matriz de Santo Aleixo, com lotação para uma centena de pessoas, há um recital para violoncelo solo por parte da violoncelista francesa Ophélie Gaillard, que decorre no dia 26 (segunda-feira, 21:00).

Dois dias depois, no dia 28 (quarta-feira, 18:30), os alunos da Masterclass de Ophélie Gaillard dão um recital de violoncelo e piano no Auditório da Biblioteca Municipal de Tomar, ao qual podem assistir 90 pessoas. 

É no dia 29 (quinta-feira, 21:00) que o festival se desloca até um pouco mais longe, até ao Mosteiro da Batalha (Capelas Imperfeitas), para receber a visita do ensemble coral, Moços do Coro, onde a música coral portuguesa vai estar em foco. A lotação é de 100 lugares e a entrada gratuita, devendo os ingressos ser adquiridos no Mosteiro da Batalha ou através no número 244 765 497.

Créditos: ZêzereArts

O único espetáculo da programação que não é gratuito conta com duas sessões, no dia 6 e 7 de agosto (sexta-feira e sábado) no Cine-Teatro Paraíso, em Tomar, às 21:00. Trata-se da ópera I Capuleti e I Montecchu, de Bellini, naquela que é uma nova produção do festival.

Cantata em italiano, acompanhada com legendas em português, a apresentação é também acompanhada por uma orquestra de câmara, sendo a produção desenhada e dirigida pelo encenador de ópera internacional, Christopher Cowell, em parceria com o Diretor Artístico do ZêzereArts, Brian MacKay, que dirigirá a Ensemble Orquestral Musicamerata. O preço de cada um dos espetáculos é de 3€, a lotação de 200 lugares, e os bilhetes podem ser adquiridos no Cine-Teatro Paraíso ou pelo telefone 249 329 190.

A marcar o encerramento do festival ZêzereArts 2021, este espetáculo de ópera volta a repetir-se no dia 8 de agosto (domingo, 17:00), desta vez na Quinta Queiroz e Mello, em Frazoeira, Ferreira do Zêzere. A entrada é gratuita e limitada a 50 lugares.

Nesta sessão é apresentada a versão de Bellini de Romeu e Julieta, onde participam Iria Perestrelo (Giulietta), Beatriz Miranda (Romeo), Oswaldo Iraheta (Tebaldo), Carlos Flores Baltazar (Lorenzo), Ricardo Rebelo da Silva (Capellio), e em que a encenação se mantém a cargo de Christopher Cowell, a par da direção musical da Ensemble Orquestral Musicamerata, que se mantém nas mãos de Brian MacKay.

Quando os espetáculos decorrem no concelho de Ferreira do Zêzere, os ingressos são levantados no Posto de Turismo de Ferreira do Zêzere (tel. 249 360 151). No caso das sessões realizadas em Tomar, os ingressos devem ser solicitados junto do Posto de Turismo de Tomar (tel. 249 329 823), sendo que os bilhetes para os eventos no Convento de Cristo podem também ser adquiridos no local.

Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo. Ávido leitor, não dispensa no entanto um bom filme e um bom serão na companhia dos amigos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome