- Publicidade -
Sábado, Janeiro 22, 2022
- Publicidade -

Voz aos Autarcas | Freguesia de Praia do Ribatejo: Benjamim Reis

A 22 de dezembro fará 498 anos que D. Manuel I deu Foral à Vila de Payo de Pelle, e a 9 de setembro fez 90 anos que Payo de Pelle deu nome à Freguesia de Praia do Ribatejo. Uma Vila extremamente Templária, não fosse a mesma ter tido três Castelos Templários: Ôzezar, Almourol e Cardiga. Teve, até há 843 anos, o primeiro Foral concedido pelo Mestre da Ordem do Templo, D. Gualdim Pais, o qual concedeu o mesmo aos habitantes do Castelo do Ôzezar (atualmente desaparecido).

- Publicidade -

Pela posição estratégica que esta Freguesia apresenta, tal e qual como nos nossos dias, os Templários fixaram-se no que é hoje a Praia do Ribatejo.

Não é uma Freguesia simples de se gerir, nunca foi e nunca o será. Afinal, desde o Rio Nabão à Ribeira de Tancos, são 20,24 km2 dos 49,53 km2 que o Concelho de Vila Nova da Barquinha tem, sendo um pequeno território diverso entre si. É uma Freguesia díspar nos seus lugares e na génese de cada um, nas suas necessidades, na sua evolução, nas suas carências e até nas suas particularidades e nas suas singularidades, e também nas suas gentes, mas uma Freguesia com uma localização estratégica privilegiada em relação à nossa região, e até em relação ao país, com paisagens de excelência pela sua proximidade com os rios Nabão, Zêzere e Tejo, e com um legado cultural e histórico ímpar, indiscutível e inigualável.

Castelo de Almourol
Foto: JF Praia do Ribatejo
- Publicidade -

É prioridade deste executivo a proximidade com a população e a resposta às necessidades diárias e reais.

Porém, não podemos defraldar que esta Freguesia é um panóplia de oportunidades, muito devido à sua história templária e, até, à epopeia dos Nossos Descobrimentos. E por isso, há que valorizar os recursos desta Freguesia, apostando no turismo da natureza com possíveis percursos históricos que envolvem, também, a beleza natural própria da Freguesia de Praia do Ribatejo, para além das construções únicas como o Castelo de Almourol (Monumento Nacional) e o Estaleiro Naval da Ordem de Cristo onde se construíram as galeotas que conquistaram Ceuta em 1415 (lugar histórico ainda por estudar e classificar).

- Publicidade -

Neste sentido, é intenção concluir o Museu Etnográfico de Praia do Ribatejo já no decorrer do próximo ano, o qual, para além do aspecto da Etnografia que estará sempre presente no dito Museu, apresentará exposições temporárias, como por exemplo o assinalar do centenário da Batalha de La Lys, onde combateram os nossos antepassados. Apostar na reabilitação e valorização do Mercado Dr. Francisco da Cruz, de forma a melhorar as condições do mesmo, mas também equacionar o futuro e as novas realidades, tendo em conta as actividades desenvolvidas pelas associações sedeadas nesta Freguesia, como a Love Ribatejo, uma Associação para o Estudo e Defesa do Património Histórico, Cultural e Ambiental do Ribatejo, com objectivo de desenvolver iniciativas que valorizem e potenciem não só o Ribatejo, mas que reforcem também a sua identidade cultural, a nível nacional e internacional, do qual a Praia do Ribatejo faz parte.

Sendo uma vila de frente ribeirinha, com antigas tradições associadas à pesca e aos rios, uma das aspirações é reabilitar as zonas pesqueiras, assim como as suas envolventes e acessos, essencialmente, ao Rio Tejo.

Para além dos grandes projectos que se podem desenvolver, é ambição desta Freguesia sermos a primeira linha para as situações que ocorrem no dia-a-dia da nossa população mas, também, sermos os primeiros a saber para onde caminha o evoluir da mesma, quais os caminhos a tomar num desenvolvimento integrado e, ambiciosamente, vanguardista, afinal somos uma Freguesia Templária com muito para contar e descobrir de várias formas.

Presidente da Junta de Freguesia de Praia do Ribatejo
Concelho de Vila Nova da Barquinha

- Publicidade -
- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

  1. É uma pena ver em ruinas o casario e as fábricas antigas Franciso da Cruz.
    A atractividade da freguesia que o Tejo e a restante paisagem justificam, deveria ser o ponto de partida para a captação de investimento, especialmente do segmento turismo residencial.
    Já no que respeita a higiene urbana, merece nota positiva, exceptuando os contentores junto à Fundação Dr. Francisco Cruz. Tratando-se de uma unidade de prestação de cuidados a pessoas idosas, os contentores têm um uso superior ao que énormal, pelo que o seu despejo deveria ter lugar pelo menos 2 vezes por dia e a sua higienização 3 a 4 verzes por semana. O verão traz a agravante de intensos e desagradáveis cheiros.
    Não seria despropositada, por isso, a construção conjunta de uma estação de tratamento de lixo ou outra solução ecológica com preocupações ambientais.
    Votos de Boas Festas

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome