Voz aos Autarcas: Fernanda Asseiceira, Alcanena

Alcanena Capital da Pele

PUB

Termina hoje, dia 17 de Julho, a 3ª edição da Expopele em Alcanena.

Iniciativa conjunta da Câmara Municipal de Alcanena e dos empresários do sector de curtumes através da APIC- Associação Portuguesa dos Industriais de Curtumes, com a colaboração do CTIC-Centro Tecnológico da Indústria do Couro e da ACIS-Associação Empresarial de Alcanena, Entroncamento, Golegã e Torres Novas.

PUB

A Expopele teve a sua 1ª edição em 2011, ano em que a Câmara Municipal concretizou o registo da marca Alcanena Capital da Pele, tendo como objectivo divulgar e valorizar a indústria e a matéria prima a ela associada: a Pele.

Estando o sector já muito presente e representado nas maiores feiras internacionais, o que é certo é que, ao nível nacional e neste caso ao nível do concelho onde se encontram sediadas em maior número, não existia nenhuma iniciativa.

PUB

A Expopele assume uma vocação promocional para a excelência, para a inovação e design das peles e artigos acabados em pele, concebidos, desenvolvidos e produzidos em Portugal , assim como de todos os agentes e operadores ligados a esta área de actividade.

Quem visita a Expopele tem a oportunidade de conhecer a qualidade e a diversidade deste artigo considerado de luxo e que hoje já chega às maiores marcas do ramo do vestuário, do calçado, do automóvel, da aeronáutica, da marroquinaria, do mobiliário,…

Reconhecemos  o nível empresarial atingido, que em simultâneo tem vindo também a ter responsabilidades acrescidas ao nível social e ambiental.

É hoje o sector com maior número de empregados no concelho e é também uma indústria que tem reforçado as suas preocupações ambientais.

É precisamente ao nível ambiental que os desafios  se afirmam, numa tendência de utilização de produtos mais amigos do ambiente e por isso menos poluentes, mas também com projectos que diminuam a deposição em aterro: Resíduos ZERO.

PUB

Os Sub-produtos produzidos pela indústria podem ter várias aplicações e utilizações: energético, alimentar, fertilizantes, …, havendo assim uma rentabilização económica  até ao final de linha, associada à valorização ambiental do território, reduzindo ou até eliminando as deposições em aterro.

Porque é o caminho que o concelho de Alcanena pretende seguir, foi também no passado dia 15 de Julho, assinado acordo de Geminação com Santa Croce Sull Arno, Município Italiano com forte relevância também no sector de curtumes e que há muitos anos é reconhecido internacionalmente pelas boas práticas implementadas.

É também um desafio o desenvolvimento do empreendedorismo ao nível do produto acabado e o surgimento de startups que tenham na base o que há de melhor : da Pele e com a Pele e em Alcanena Capital da Pele.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here