PUB

Voz aos Autarcas: Em defesa do Hospital de Torres Novas

As questões relacionadas com a saúde e com o regime de serviços de complementridade de valências nos 3 hospitais do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) está na base de um comunicado que a Câmara Municipal de Torres Novas, através do seu presidente, Pedro Ferreira, entendeu fazer chegar aos seus munícipes. Pelo interesse público desta comunicação, o mediotejo.net publica na íntegra o texto da autarquia torrejana.

PUB

“No intuito de se procurar esclarecer a população de Torres Novas e concelhos limítrofes, quanto às notícias vindas a público sobre a transferência da valência de Cardiologia da unidade de Torres Novas para a de Abrantes, cumpre informar o seguinte:

Sempre que têm surgido alterações desta ordem no Centro Hospitalar do Médio Tejo e que inevitavelmente geram naturais preocupações aos munícipes dos três municípios onde existem unidades hospitalares, a Presidência da Câmara Municipal de Torres Novas, de imediato, tem vindo a reunir a vários níveis, quer com a Administração do CHMT, Presidência da ARSLVT, quer ao nível da Secretaria de Estado da tutela e Ministério da Saúde.

PUB

Estão, nesta fase, a decorrer reuniões com as entidades acima referidas, com vista à análise de estratégias que passam por dar a melhor resposta local e regional, onde se aprofundam temas como capacidade espacial de cada hospital, maior garantia de melhoramento das diversas valências hospitalares, redução das listas de espera e resposta para todos os internamentos necessários. Assim que estiver concluída esta fase de reuniões, a Presidência do Município de Torres Novas promoverá um esclarecimento público e, posteriormente, decidirá sobre a posição a tomar.

Neste momento e com os dados que foram apresentados é possível adiantar que se equaciona que o Hospital de Torres Novas mantenha todas as valências hospitalares, incluindo a Cardiologia, salientando-se ainda a reativação do BLOCO OPERATÓRIO.

Recordar também que, como será do conhecimento público, foi reativado recentemente o serviço de medicina interna.

A Câmara Municipal de Torres Novas não deixará de defender os interesses da população, procurando soluções concertadas com as entidades da tutela dos serviços de saúde, com as unidades de saúde familiar, sempre na procura de uma oferta global de serviços e de uma diferenciação técnica que a medicina atual permite.

A Câmara Municipal de Torres Novas estará sempre ao lado da população na defesa de um sistema de saúde condigno, com perspetivas de evolução assistencial e clínica.”

PUB
PUB
Pedro Ferreira
Presidente da Câmara Municipal de Torres Novas
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).