- Publicidade -

VN Barquinha | Um mês de Centro de Interpretação Templário de Almourol (C/VIDEO)

O Centro de Interpretação Templário de Almourol abriu há cerca de um mês em Vila Nova da Barquinha e é o primeiro do género em Portugal. Dispõe de uma sala de exposição permanente, espaço de exposições temporárias e de uma sala de projeção de filmes sobre a temática dos templários. No mesmo edifício funciona também a Biblioteca – Arquivo Templário, que dispõe de um vasto acervo literário dedicado a este tema, fruto das doações de Teresa Furtado e de Manel J. Gandra.

- Publicidade -

- Publicidade -

O novo Centro de Interpretação Templário de Almourol (CITA) permite a afirmação da rota templária no território, através da criação de elementos físicos e expositivos que possibilitam ao visitante contactar com a história e com as lendas indissociáveis do Castelo de Almourol.

O monumento nacional é uma das mais fortes heranças da Ordem do Templo em Portugal, facto que contribui fortemente para a sua visitação por turistas nacionais e estrangeiros. O novo espaço cultural permite incluir Vila Nova da Barquinha nas rotas turísticas nacionais e internacionais associadas à questão templária.

- Publicidade -

Centro de Interpretação Templário de Almourol abriu há um mês em Vila Nova da Barquinha. Foto: DR

Ao mesmo tempo que possibilita capitalizar o Castelo de Almourol como item de marca templária, contribui para a permanência de visitantes no concelho, através da criação de fluxos entre o Castelo e a Vila, sobre a temática do turismo cultural e religioso.

O projeto inaugurado ao público no passado dia 18 de novembro transformou um espaço já existente no 1.º piso do Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, a antiga sala da Biblioteca Infantil, de modo a receber uma exposição temporária e permanente, com peças, manequins, fotografias, ilustrações, infografia e textos. Na sala de projeção é possível visionar diversos filmes alusivos ao tema.

Para a criação dos conteúdos do Centro de Interpretação, foram elaborados estudos do património imaterial templário e da idade média, que contribuem para o aprofundamento do conhecimento sobre esta temática. O CITA irá acolher três exposições anuais, com conteúdos associados aos Templários e à sua história.

O novo Centro de Interpretação Templário de Almourol (CITA) permite a afirmação da rota templária no território. Foto: DR

O projeto foi candidatado ao Programa Valorizar, Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior do Turismo de Portugal, que comparticipou em 90% do investimento total da intervenção – 152.219,88€. O Programa Valorizar tem por objetivo promover a contínua qualificação dos destinos com a valorização do património cultural e natural do país.

O CITA pode ser visitado, com entrada gratuita até ao final de 2018, no edifício do Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, durante os dias úteis, das 09:00 às 12:30 e das 14:00 às 17:30. Em breve será divulgada informação sobre os horários de visita ao fim de semana, ingressos e visitas guiadas.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -