Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Setembro 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

VN Barquinha | Trilho Panorâmico do Tejo mais perto de se tornar realidade

O projeto de construção do trilho que pretende ligar os concelhos de Constância e Vila Nova da Barquinha, numa extensão de 14 quilómetros em que a passagem pelo Castelo de Almourol é um dos ex-libris do percurso, deu mais um passo em frente na sua concretização. Esta semana, o município barquinhense e o Exército Português assinaram um aditamento ao protocolo de colaboração celebrado em 2008, no qual é estabelecida a administração do castelo e respetivos acessos.

- Publicidade -

Com o aditamento ao protocolo celebrado a 6 de junho de 2008, a Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha passa a ter permissão para utilizar e implementar os trilhos nos terrenos do Regimento de Engenharia N.º 1. A autarquia barquinhense passa a ser responsável pela manutenção das bermas da Rua Convento do Loreto e dos caminhos municipais M1191 e M1192, bem como fica incumbida de promover também a imagem do Exército ou até de atribuir descontos aos militares do RE1 no acesso às piscinas, ginásio e exposições no Centro de Interpretação Templário de Almourol.

A cerimónia de assinatura do aditamento ao protocolo ocorreu a 14 de junho na torre de menagem do Castelo de Almourol (dois meses após a sua aprovação em reunião de Câmara da Barquinha), perante a presença do presidente do Município de Vila Nova da Barquinha e do comandante do Regimento de Engenharia N.º 1, Raul Gomes.

- Publicidade -

Na ocasião, o autarca Fernando Freire sublinhou que o protocolo “regula as intervenções no âmbito do desenvolvimento do ‘Projeto de Musealização do Castelo de Almourol’ e dos projetos de conservação do castelo e outros investimentos de valorização do mesmo e da ilha, bem como o projeto ‘Trilhos panorâmicos do Tejo, Rotas e percursos no Médio Tejo’, que terão uma largura até 2,5m e que permitirá o acesso a peões e a bicicletas”.

Comandante do Regimento de Engenharia N.º1 e presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha na assinatura do aditamento ao protocolo de colaboração firmado em 2008. Foto: CMVNB

Recorde-se que o Município viu já o projeto do trilho que pretende ligar o parque ribeirinho de Vila Nova da Barquinha ao Centro Náutico de Constância no âmbito do Programa Portugal 2020. O projeto contempla, nomeadamente: a empreitada na zona de lazer Cais Pai Avô; a empreitada de regularização e nivelamento do solo (pontes, corrimões, passadiços e miradouros); bem como a colocação de placas identificativas das espécies arbóreas no parque ribeirinho.

O autarca barquinhense aproveitou o momento da assinatura do aditamento ao protocolo para destacar o valor intemporal do Castelo de Almourol, lembrando que “Almourol é monumento nacional por decreto de 16 de junho de 1910 e foi adaptado, já no séc. XX, a residência oficial da República Portuguesa, aqui tendo lugar alguns importantes eventos do Estado Novo. Tem a especial característica de estar plantado numa ilha no meio do Tejo, o que concorre para a grandeza temporal e intemporal deste lugar”.

Fernando Freire destacou também a celebração, este ano, dos 850 anos daquele que é o ex-libris da vila. “Torna-se impossível fixar a data da fundação de Almourol. A antiguidade do sítio poderá ter origem num castro lusitano, reconstruído durante o domínio romano, séc. I a. C., e logrará ter sido alterado por alanos, visigodos e muçulmanos, designadamente ao nível das fundações, com a utilização de restos de materiais daquela época. Uma coisa temos como certa: a fortaleza foi reconstruída por Gualdim Pais. As fontes escritas aqui presentes (lápides epigráfica) permitem documentar a intervenção do Grão-Mestre dos Templários, iniciada em 1171, a quem terá ficado a dever-se a sua reedificação”, afirmou.

Castelo de Almourol. Foto: Pérsio Basso | CMVNB

O edil referiu também as intervenções que têm vindo a ser levadas a cabo no castelo pela autarquia, nomeadamente as que datam de outubro a dezembro de 2018, já no seu mandato, que se reportaram na intervenção na torre (sistema de iluminação, substituição do terraço, colocação de escada interior metálica de circulação vertical, musealização), beneficiação e conservação das muralhas e interiores do castelo, bem como impermeabilização e drenagem das águas, melhoria das condições de acesso do público ao castelo e ainda requalificação do coberto vegetal da ilha do Almourol e requalificação da margem direita do Tejo.

Com este passo em frente dado com a assinatura do aditamento ao protocolo de cooperação com o Exército Português, o Município de Vila Nova da Barquinha aguarda agora pela luz verde da Agência Portuguesa do Ambiente, tendo já Fernando Freire referido ao mediotejo.net a importância de abrir brevemente o concurso público, pois caso tal não ocorra no presente ano, corre-se o risco de perda do financiamento.

Notícia Relacionada: VN Barquinha | Trilho Panorâmico do Tejo vai requalificar 14 km de margem ribeirinha até Constância

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome