VN Barquinha | Sistema de esgotos das Madeiras em fase de construção

Na freguesia de Praia do Ribatejo, concelho de VN Barquinha, estão a decorrer as obras de construção do novo Sistema de Drenagens de Águas Residuais e Domésticas para as povoações de Portela das Laranjeiras, Laranjeira, Casal dos Pintainhos, Casal Jacinto, Vale Poços, Fonte Santa e Madeiras, um investimento global na ordem dos 800 mil euros.

PUB

A empreitada, da responsabilidade do Município de Vila Nova da Barquinha, iniciou-se em 2018 e foi alvo de uma candidatura ao Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR 2020), aprovada em 2017, com um custo total elegível de 797.130,19 euros, comparticipados em 85% pelos fundos comunitários.

A intenção é fazer a ligação do sistema de drenagem em baixa à estação elevatória, já construída pela Empresa “Águas Lisboa e Vale do Tejo” junto à EN3, ao Km 94+400, indo ao encontro do cumprimento da Diretiva 91/271/CEE, de 21 de maio de 1991 (DARU), que tem por objetivo assegurar a proteção do ambiente, bem como das águas superficiais e costeiras em particular, explica a Autarquia em comunicado.

PUB

A realização deste projeto, segundo a Câmara, “vai permitir a otimização e rentabilização dos investimentos já realizados, contribuindo para o fim, não só, do não tratamento dos efluentes, bem como do seu não lançamento para as linhas de água, por descarga direta ou após recolha nas fossas séticas individuais”.

Além disso, “vai permitir uma boa otimização da utilização da capacidade instalada e da sua adesão ao serviço, nomeadamente com a ligação entre os sistemas em alta e os sistemas em baixa”. Com esta obra, as populações de Portela das Laranjeiras, Laranjeira, Casal dos Pintainhos, Casal Jacinto, Vale Poços e Fonte Santa, da freguesia de Praia do Ribatejo, que ainda não se encontram dotadas de sistema de saneamento adequado, passam a beneficiar deste serviço.

Para a Câmara, a concretização deste projeto “irá trazer melhoras significativas na qualidade de vida das referidas populações, bem como uma melhoria das massas de água da zona e proteção ambiental das águas do subsolo, indo ao encontro dos objetivos que o Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR 2020)”.

PUB
José Gaio
Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).