- Publicidade -

VN Barquinha | Rio Tejo “leva grande volume de água” mas está “dentro das margens” (c/áudio)

Decorrente da precipitação dos últimos dias e devido às descargas das barragens espanholas e portuguesas, a Proteção Civil havia já alertado no fim de semana para o aumento dos níveis hidrométricos e caudais do rio Tejo. Em Vila Nova da Barquinha, esta quarta-feira, verifica-se “um grande volume de água” mas o presidente do Município refere que o Tejo se mantém “dentro das suas margens”. Ao mediotejo.net, Fernando Freire elucida que a previsão para as próximas horas não é de subida, pelo que, “neste momento, não há preocupação”.

- Publicidade -

- Publicidade -

O alerta da Proteção Civil previa o aumento dos caudais do rio Tejo previsivelmente até às 16h00 desta quarta-feira, dia 10 de fevereiro. As previsões indicam que o Tejo se manterá nas margens, inundando sobretudo zonas agrícolas, mas as autoridades avisaram para a prevenção, com a retirada das zonas ribeirinhas de animais e haveres. No mesmo sentido, o Serviço Municipal de Proteção Civil de Vila Nova da Barquinha apelou na segunda-feira para que pescadores recolhessem os seus materiais e munícipes “ que têm alguns animais de pastagem junto dos rios” os recolhessem.

Num ponto de situação feito esta quarta-feira, 10 de fevereiro, pouco depois das 16h30, o autarca de Vila Nova da Barquinha referiu ter estado presente junto à foz do rio Zêzere, bem como em Almourol e Tancos (onde passa o rio Tejo), referindo que “até ver, não há preocupações”.

- Publicidade -

“Neste momento, devido também à monitorização que fazemos quer da barragem de Alcântara quer das barragens de Cedillo, Castelo de Bode e Pracana, temos monitorizado com a Proteção Civil a questão das eventuais cheias”, explana, admitindo que “não é isso que se está a colocar”. Ou seja, não há, para já, previsão de subida do caudal do Tejo.

Com o último comunicado da Proteção Civil a dar conta de que “o rio se mantém nas respetivas margens”, elucida Fernando Freire, o autarca admite que “ de facto, o rio leva um grande volume de água, o que é muito bom nomeadamente para os peixes, para o sável e para a lampreia. Também precisamos de água do rio para regenerar as espécies”.

Áudio | Presidente da Câmara Municipal de VN Barquinha, Fernando Freire, em declarações ao mediotejo.net:

Ao nosso jornal o edil confessa que “neste momento não há preocupação”, sendo certo que as entidades responsáveis, nomeadamente a Proteção Civil Municipal continua alerta e “se houver alguma situação mais complexa, objetivamente alertaremos as pessoas”.

Refira-se que também esta quarta-feira o sistema de segurança do açude insuflável de Abrantes foi acionado e as comportas desinsufladas de forma a evitar inundações nas zonas ribeirinhas.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou à capital com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).