VN Barquinha: Relatório de Contas de 2015 e novo Mapa de Pessoal aprovados (ATUALIZADA)

A sessão da Assembleia Municipal de Vila Nova da Barquinha realizou-se na passada sexta-feira, dia 29, e entre os diversos pontos da Ordem de Trabalhos destacaram-se a alteração ao Mapa de Pessoal e a aprovação do Relatório de Gestão e Prestação de Contas referentes às atividades financeiras de 2015.

PUB
PUB

O período de Antes da Ordem do Dia da sessão da Assembleia Municipal apenas foi agitado pelas críticas do Presidente da Assembleia Municipal, Rui Picciochi, à intervenção do deputado da CDU, David Valente, sobre o 25 de Abril, tema de uma das duas moções apresentadas pela bancada do PS.

Uma vez no Período da Ordem do Dia, foram discutidos e aprovados a desvinculação do município da Associação com Centro Histórico, a adesão a uma Zona de Intervenção Florestal (ZIF), o Regulamento do Conselho Municipal de Juventude e a eleição de João Machado, Presidente da Junta de Freguesia de Vila Nova da Barquinha, para representante das juntas de freguesia na Comissão Municipal de Proteção Civil.

PUB

Depressa se chegou aos dois últimos pontos da Ordem de Trabalhos, relativos ao Mapa de Pessoal e ao Relatório de Gestão e Prestação das contas municipais em 2015. A alteração do Mapa de Pessoal do município foi aprovada por maioria, estando prevista a criação de cinco postos de trabalho, três na categoria de assistente operacional e dois relacionados com a educação. Os primeiros implicam a abertura de concurso público e abrangem a área de pedreiro.

No que respeita ao exercício financeiro do ano passado, Fernando Freire salientou a redução da dívida a fornecedores em 33,24% e apontou os 55 dias no prazo dos pagamentos realizados pelo município, não existindo quaisquer atrasos neste momento. As despesas com pessoal também registaram uma descida próxima dos 7%.

PUB

O saldo de gerência para 2016 ronda os €348.000,00 e o presidente da autarquia destacou a redução da dívida municipal em 18,61%, cerca de €696.000,00. As taxas de execução da receita e da despesa situam-se nos 81% e nos 71%, respetivamente. Este ponto foi aprovado com a abstenção da bancada do PSD e o voto contra dos deputados da CDU.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here