Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Setembro 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

VN Barquinha quer fazer do Trilho Panorâmico do Tejo um dos principais produtos turísticos do concelho

Com uma extensão de cerca de 11,5 quilómetros, o trilho à beira Tejo que vai ligar Constância a Vila Nova da Barquinha promete ser um dos principais produtos turísticos do concelho barquinhense, num convite à visitação a diversos pontos de interesse. Entre passadiços, corrimões, miradouros e áreas de lazer, o “Trilho Panorâmico do Tejo”, uma velha ambição do Município de Vila Nova da Barquinha, deve abrir ao público no último trimestre deste ano, pelo que está já agendada uma caminhada incluída nas Rotas e Percursos do Médio Tejo para o dia 27 de novembro.

- Publicidade -

O concurso público para a obra, da responsabilidade da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, lançado no dia 28 de junho, pretende tornar mais seguro o trilho original entre Constância e Vila Nova da Barquinha que era utilizado pelo Grupo de Cicloturismo Barquinhense no âmbito da prova desportiva de BTT “Almourol à Vista”.

O trilho natural em terra batida vai ser mantido na sua maior extensão, mas vão ser implementadas novas valências e realizadas intervenções de melhoria em 16 pontos, de forma a poder ser desfrutado de forma pedonal e clicável. Com um percurso a escassos metros do rio, vai igualmente dispor de simbologia oficial com vista à homologação como Percurso Pedestre de Pequena Rota.

- Publicidade -

O ponto de partida será no Fluviário da Foz do Zêzere, no Centro Náutico de Constância, e o de chegada o Parque Ribeirinho, em Vila Nova da Barquinha.

No início do percurso é possível vislumbrar a paisagem envolvente do local de confluência dos rios Zêzere e Tejo, que tem a Vila Poema como pano de fundo. Nesta parte do percurso entre a Ponte sobre o Zêzere e a Ponte sobre o Tejo será colocado um miradouro e um passadiço de 35 metros de comprimento.

O Castelo de Almourol é um dos pontos de interesse por onde passa o Trilho Panorâmico do Tejo. Foto: Pérsio Basso / CMVNB

Pelo meio saltam à vista as cegonhas e os edifícios das antigas serrações de madeiras de Praia do Ribatejo. Nesta freguesia, no Cais Pai Avô será criada uma zona de lazer, que facilitará o acesso de embarcações ao rio e irá dispor de mobiliário para contemplação da paisagem. O trilho vai passar também pela fonte da Galiana, local com história e significado para as gentes desta freguesia.

Mais adiante ergue-se o eterno Castelo de Almourol, ex-libris do concelho, na sua ilhota no meio do rio Tejo, no que configura um enquadramento paisagístico único em Portugal. Nas imediações, na margem direita do rio, encontra-se o Convento de N. Sr.ª do Loreto, pelo que continuando, se adentra na freguesia de Tancos, localidade que mantém aspetos da sua arquitetura tradicional e alguns dos vestígios do seu importante passado como porto fluvial comercial.

É também nas traseiras da Igreja da Misericórdia que se localiza uma das obras de arte pública do projeto Artejo, da autoria dos artistas Violant e Carlos Vicente. Em Tancos é também considerado ponto de interesse a sua Igreja Matriz, monumento de fins do século XVI cujas paredes estão revestidas por azulejos do século XVII, e cujo altar na parte frontal da Capela-Mor se encontra coberto por um conjunto de talha dourada do século XVII.

O percurso mantém-se até à sede de concelho, Vila Nova da Barquinha, mais concretamente ao parque ribeirinho, onde está instalado o Parque de Escultura Contemporânea e um espaço verde munido de equipamentos desportivos, lúdicos e de lazer. Neste local é igualmente convidativo o recente Centro de Interpretação Templário de Almourol (CITA).

O Trilho Panorâmico do Tejo parece assim uma realidade cada vez mais próxima desde que foi conhecida a intenção da Câmara Municipal em desenvolver o projeto, em 2019, e que foi assinado o aditamento ao protocolo de colaboração entre o município barquinhense e o Exército Português, no qual é estabelecida a administração do castelo e respetivos acessos e que permite assim à Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha ter permissão para utilizar e implementar os trilhos nos terrenos do Regimento de Engenharia N.º 1.

Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo. Ávido leitor, não dispensa no entanto um bom filme e um bom serão na companhia dos amigos.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome