Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Julho 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

VN Barquinha: Parque ribeirinho recebeu cerca de 500 “Kuri Kids” no Dia Mundial da Criança

O Dia Mundial da Criança foi sinónimo de Kuri Kuri no parque ribeirinho de Vila Nova da Barquinha esta quarta-feira, dia 1, e quase cinco centenas de crianças brincaram no mundo fantástico dos pequenos seres imaginários que cuidam dos sonhos. A quarta edição deste festival familiar e ecológico integra 21 espaços diferentes unidos pela fantasia e o lema “sonha, acredita, faz, sorri”. Quem não teve oportunidade de ir poderá fazê-lo no próximo fim-de-semana.

- Publicidade -

- Publicidade -

Os elementos mais novos da comunidade escolar barquinhense e os alunos de algumas escolas privadas de concelhos vizinhos celebraram o Dia Mundial da Criança com uma visita ao mundo da fantasia criado à beira-rio. O festival Kuri Kuri – Um Mundo de Fantasia trouxe de volta os Kuri ao Parque de Escultura Contemporânea Almourol e com eles brincaram quase cinco centenas de crianças.

O evento criado a pensar nos momentos partilhados entre pais e filhos realizou-se pela primeira vez em 2012 e já tem uma comunidade de “Kuri Kids” que regressa ano após ano desejosa de receber os sonhos que os pequenos seres imaginários (ou não!) fortalecem pelo mundo inteiro. Diz a lenda que a eles se devem a construção das pirâmides do Egito ou a ida à Lua e em Vila Nova da Barquinha estão presentes em 21 espaços com momentos de leitura, insufláveis, quinta pedagógica, pinturas faciais, música e jogos de tabuleiro gigantes, entre outros.

- Publicidade -

kuri kuri 2016_001
O festival integra 21 espaços com atividades diferentes (fotos: mediotejo.net)

Olga Lourenço, da empresa Incentivart, está ligada ao projeto desde o primeiro minuto e refere que o lema do festival espelha a forma como a adversidade deve ser encarada. A equipa começa a trabalhar seis meses antes para que o Mundo da Fantasia ganhasse forma e recorre ao apoio de diversas empresas locais através da doação dos materiais que recicla e do Clube Náutico Barquinhense no espaço dedicado à canoagem.

kuri kuri 2016_002
Sonhos, pedagogia, criatividade e diversão fazem parte da Fantasia Kuri (fotos: mediotejo.net)

Os insufláveis são destacados como a zona favorita dos visitantes, mas Olga Lourenço também refere a Árvore dos Sonhos onde estão penduradas centenas de fitas com os desejos dos mais novos que recolhem ao longo do ano. Alguns marcaram-na por se diferenciarem dos típicos pedidos infantis, como “uma família unida” ou “as melhoras da mãe”. O seu sonho e dos cerca de trinta elementos envolvidos na organização/logística é a afirmação do evento com formato inovador a nível nacional e internacional, “mas, para isso precisamos de ajuda”, salienta.

kuri kuri 2016_003
Alguns espaços e Olga Lourenço (fotos: mediotejo.net)

A edição deste ano começou no fim-de-semana passado e reservou o ponto alto para o Dia Mundial da Criança com a presença dos alunos. No entanto, o Kuri Kuri não se dirige unicamente à comunidade escolar e o público em geral terá oportunidade de (re)visitar “Um Mundo de Fantasia” no próximo sábado, entre as 14h00 e as 20h00, e no domingo, das 11h00 às 13h00 e das 14h00 às 20h00.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here