- Publicidade -

VN Barquinha | Pandemia de covid-19 “estabilizada” e vacinação nos lares concluída (c/áudio)

Com um total acumulado de 13 novos casos de Covid-19 desde o início do mês de fevereiro e até à data de quinta-feira, 11 de fevereiro, o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha admite que a situação da pandemia está “em termos gerais, estabilizada” no concelho. Sem surtos ativos nas IPSS, com todos os utentes e funcionários já vacinados, e sem casos ativos nos serviços da autarquia, Fernando Freire confessa que se está a ir “no caminho certo” mas que não é ainda tempo de “baixar a guarda”.

- Publicidade -

Um, zero, zero, um, um, (…) . Tem sido este o registo de novos casos diários de Covid-19 no concelho de Vila Nova da Barquinha nos últimos dias. Dados “que nos animam”, diz o presidente da Câmara Municipal, Fernando Freire, em declarações ao mediotejo.net, referindo que a situação “em termos gerais, está estabilizada”.

O ponto de situação relativamente à pandemia no município barquinhense foi feito esta quarta-feira ao nosso jornal pelo autarca, no qual refere que, não obstante a descida do número de novos casos, “não podemos baixar a guarda”. “Temos que ter cuidados redobrados. (…) A doença é geral, é do país, não é local e há intercâmbio com várias pessoas a circular”, relembra, referindo o “intercâmbio com várias pessoas a circular”.

- Publicidade -

“Vila Nova da Barquinha tem muita gente a trabalhar em Lisboa, que circulam em transportes públicos ferroviários e os cuidados devem ser redobrados, embora, no meu modesto entendimento ache que estamos a ir no caminho certo”, assume.

Áudio | Presidente da Câmara Municipal de VN Barquinha, Fernando Freire, em declarações ao mediotejo.net:

No que respeita à situação na Câmara Municipal, o presidente do Município elucida que “neste momento, não temos ninguém infetado. Temos uma pessoa em vigilância ativa, em casa”, diz.

Recorde-se que a 29 de janeiro o autarca dava conta ao nosso jornal de que o Município está a testar semanalmente funcionários da autarquia, forças de segurança e demais profissionais, no sentido de “fazer um retrato fidedigno de tudo aquilo que se está a passar no concelho”.

Fernando Freire relembra que na Câmara “mais de 50% [do pessoal] está em regime de teletrabalho. Outros estão em regime de teletrabalho e regime presencial. E continuamos a atender o público com marcação via telefone”, acrescenta, assumindo que “a atividade municipal não pode parar e tem que se desenvolver”.

PROCESSO DE VACINAÇÃO NOS LARES CONCLUÍDO

Sem surtos ativos nas Instituições Particulares de Solidariedade Social, bem como nas Estruturas Residenciais para Idosos, o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha deu conta de que terminou na segunda-feira, 8 de fevereiro, a administração da segunda dose da vacina contra a Covid-19 aos utentes e profissionais da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova da Barquinha, da Fundação Dr. Francisco Cruz (na Praia do Ribatejo) e da Casa da Quinta, na Atalaia.

“Estamos a falar de 150/160 pessoas vacinadas” entre utentes e profissionais, disse o edil ao nosso jornal. Um processo de vacinação que contou com o apoio da corporação dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou à capital com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).