Quarta-feira, Março 3, 2021
- Publicidade -

VN Barquinha | Obras do Ninho de empresas já começaram

O dia 21 de janeiro marcou o início da empreitada de construção do futuro “Centro de Apoio à Atividade Empresarial e Ninho de Empresas” de Vila Nova da Barquinha, em pleno centro histórico, no Largo José da Cruz (em frente à Loja do Cidadão). Aqui vai nascer um equipamento para incentivar pessoas singulares e coletivas a iniciar ou desenvolver áreas empresariais que possam trazer mais emprego e rendimento ao concelho.

- Publicidade -

- Publicidade -

Explica a autarquia em nota que imprensa que “o novo espaço resultará da reabilitação de dois edifícios já existentes em avançado estado de degradação, onde serão criados gabinetes de trabalho, espaços de co-working, salas de reuniões, salas para formação, uma zona de convívio, uma sala de empreendedorismo e secretariado, assim como uma loja de produtos endógenos”.

Esta obra significa um investimento de cerca de 524 mil euros, acrescidos de IVA, tendo sido adjudicada à empresa “Efima – Eficiência, Instalações e Manutenção, Lda”. Prevê-se que seja concluída no prazo de sete meses.

- Publicidade -

Aqui vai nascer o Ninho de Empresas. Foto: CM VN Barquinha

O Ninho de Empresas é um dos projetos incluídos no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Vila Nova da Barquinha (PARU), implementado com cofinanciamento do Programa Operacional Regional do Centro, no âmbito do Portugal 2020, em 85% do valor elegível.

Para o Município de VN Barquinha a Reabilitação Urbana tem sido uma forte aposta nos últimos anos.

Neste contexto, destaca o investimento público realizado no centro histórico de Vila Nova da Barquinha e na sua frente ribeirinha, “tendo em vista o efeito estruturador e dinamizador das ações e investimentos dos particulares, visando a qualidade de vida da população e a contribuição para a atratividade do concelho”, explica a nota de imprensa.

Projeto do Centro de Apoio à Atividade Empresarial e Ninho de Empresas de Vila Nova da Barquinha

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).