Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Julho 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

VN Barquinha | Obras de valorização da Igreja da Atalaia vão custar 250 mil euros

O executivo municipal de Vila Nova da Barquinha aprovou por unanimidade a abertura do procedimento concursal para a empreitada de valorização da Igreja Matriz da Atalaia, monumento nacional desde 1926, um investimento na ordem dos 250 mil euros. O projeto prevê intervir na parte elétrica de todo o monumento, bem como a substituição de pedras partidas e de uma coluna que ameaça ruir.

- Publicidade -

- Publicidade -

O projeto de execução para a valorização da Igreja da Atalaia havia já sido aprovado em reunião de Câmara no ano passado, com o intuito de requalificar esta Igreja classificada como Monumento Nacional, mas o processo prolongou-se até agora devido à sua complexidade. Em declarações aos jornalistas, o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, Fernando Freire, explicou que houve “um grande atraso, nomeadamente, no parecer definitivo da DGPC, e não foi fácil porque estamos a intervir num património classificado, e todos estes processos são complexos”.

Na prática, a empreitada de valorização da Igreja da Atalaia prevê a intervenção em toda a parte elétrica, o que implica que “se mexa em todo o monumento – quer nas sacristias quer no altar-mor quer também nas laterais até à própria iluminação exterior”, elucida o presidente de Câmara, sublinhando que tal implica também um acompanhamento em termos arqueológicos.

- Publicidade -

“A grande intervenção é a questão elétrica. Uma grande intervenção também que se vai fazer é a cintura daquela coluna do lado direito que ameaça ruir. Por outro lado, a questão dos arranjos exteriores também, que tem que ver com substituição de pedras calcárias que foram partidas e que importa fazer os respetivos arranjos. Uma operação de charme”, referiu Fernando Freire.

A Igreja Matriz da Atalaia é Monumento Nacional desde 1926. Foto: mediotejo.net

Por outro lado, pretende-se também dotar o espaço de videomaping, para efeitos turísticos. “Dotar o edifício de maneira a que seja apto a receber eventos de videomaping para efeitos turísticos. Esta intervenção requer também esta vertente de abertura do espaço ao público com a realização de eventos turístico e de movimento de massas”, disse o autarca.

Em reunião do executivo municipal a 11 de novembro foi aprovada a abertura do concurso público para adjudicar esta empreitada que tem como valor base 248.000,00 € e prazo de execução de 150 dias (cinco meses).

“Em princípio, [a obra] será comparticipada em 85% por fundos comunitários”, destaca Fernando Freire, referindo que é uma empreitada candidatada no âmbito dos fundos a monumentos nacionais, constante do pacto celebrado com a CCDR Centro.

Recorde-se que a igreja é pertença do Ministério das Finanças mas a administração é praticada pela Igreja Católica, neste caso através da Fábrica da Igreja de Nª Srª da Assunção da Atalaia, pessoa coletiva de direito canónico. Para que a Câmara possa intervir no monumento foi assinado, a 27 de maio de 2019, um protocolo com a Fábrica da Igreja.

Considerado um dos mais belos exemplares da arquitetura renascentista em Portugal, a Igreja Matriz da Atalaia foi mandada edificar em 1528 por D. Pedro de Meneses, Conde de Cantanhede, sendo arquiteto João de Castilho.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome