Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Agosto 3, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

VN Barquinha: O espírito Templário vive no Castelo de Almourol

A primeira edição da “Festa Templária Almourol” teve início na sexta-feira e o Castelo de Almourol foi conquistado pelo espírito dos Cavaleiros do Templo na manhã de sábado, dia 25, com o hastear da bandeira e o cortejo. A iniciativa prolonga-se até este domingo na margem e na ilhota do rio Tejo que acolhe um dos mais emblemáticos monumentos nacionais.

- Publicidade -

- Publicidade -

O espírito que motivou a primeira edição da “Festa Templária Almourol” começou a sentir-se na sexta-feira ao final do dia nos restaurantes aderentes do Festival de Cozinha Medieval e no Centro Cultural com a palestra proferida por António Balcão Vicente, membro da OSMTH – Ordo Supremus Militaris Templi Hierosolymitani (Suprema Ordem Militar do Templo de Jerusalém).

Na manhã de sábado, esse mesmo espírito conquistou o Castelo de Almourol com a abertura da Feira de Artesanato e das tasquinhas na margem do rio Tejo, ponto de partida do cortejo para o hastear da bandeira templária e a instalação da milícia no castelo. As atividades decorrem em ambos os locais de manhã à noite e incluem dramatizações e danças medievais, sem esquecer a presença de algumas personagens históricas.

- Publicidade -

24
A bandeira templária foi hasteada no Castelo de Almourol (foto: mediotejo.net)

Ao longo da iniciativa organizada pelo município barquinhense e a ADIRN – Associação de Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Norte com o apoio do Exército Português, os visitantes têm acesso livre à margem do rio Tejo, onde se dramatiza diariamente a “Vida na Taberna”, pelas 21h00. No sábado realizou-se um espetáculo de fogo de dragão intitulado “Lenda da Moura” nas escadas de acesso ao cais, às 22h00.

O tempo volta atrás com recriações e danças medievais (foto: mediotejo.net)
O tempo volta atrás com recriações e danças medievais (foto: mediotejo.net)

No domingo segue-se o “rasto dos Templários” na caminhada matinal (08h00) com início no Centro Cultural e Desportivo Limeirense. Os figurantes e os artesãos regressam ao cenário encantado de Almourol a partir das 10h00 e por lá permanecerão até ao cortejo de encerramento e o arrear da bandeira templária.

Iguarias medievais na margem do rio Tejo, junto ao castelo
Iguarias medievais na margem do rio Tejo, junto ao castelo (foto: mediotejo.net)

Quem pretender visitar a ilha paga €1,00, ao qual acrescem €2,50 se existir vontade de entrar na Torre de Menagem.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome