- Publicidade -

Quinta-feira, Janeiro 27, 2022
- Publicidade -

VN Barquinha | O concelho já está em modo festa (c/ vídeo)

A Feira do Tejo regressou a Vila Nova da Barquinha esta sexta-feira, dia 9, e apesar de ficar oficialmente pelo parque ribeirinho até ao próximo dia 13, as atividades prolongam-se até dia 18. Petiscos, artesanato e música são alguns dos motivos que convidam a sair num programa que não esquece o desporto, a tauromaquia, a arte e os santos populares.

- Publicidade -

A abertura foi feita ao final da tarde e as primeiras horas ficaram marcadas por duas inaugurações. A criatividade de Anni Katajamäki passou a estar patente na exposição “Nós, Vós, Eles: Failed Strategies” e mantém-se pela Galeria do Parque até 27 de agosto, e os produtos locais estão mais próximos do público na nova loja “Sabores do Tejo”.

Na primeira noite, os Moonshiners estrearam o palco principal, que até ao final das festas, sempre às 22h30, recebe Amor Electro (dia 10), Arregaita & Convidados (dia 11), Ana Laíns (dia 12) e a Orquestra Ligeira do Exército acompanhada por um espetáculo de pirotecnia (dia 13). O palco ribeirinho recebeu os Ultrarock e, nos próximos dias, a meia-noite passa a ser hora dos concertos de Royal Pandemonium (dia 10), Fun2Rock (dia 11) e Funkoff (dia 12).

Os Moonshiners inauguraram as propostas musicais deste ano. Foto: mediotejo.net
- Publicidade -

O programa é partilhado com as associações locais e no sábado sobem ao palco Santo António os Megadance Kids, a Academia de Danças Modernas/Urbanas do CIR Ex-Tuna faz uma demonstração de hip hop e realiza-se o Festival de Folclore organizado pelo Rancho Folclórico “Os Pescadores” de Tancos. Também neste palco, no domingo, atuam o grupo Barquinha Saudosa e a Escolinha do ABC faz uma demonstração de ballet. A segunda-feira é dia de Marchas Populares e na terça-feira chegam da Golegã as Sevilhanas “Las Rocieras”.

A animação ocupa outros locais do parque ribeirinho com o Centro Cultural a ser ponto de partida para o passeio fotográfico “Espírito do Lugar” no sábado, a receber as turmas do projeto FOS+ da associação Essência da Partilha no domingo e os alunos da Escola de Música “Quadras e Partituras” na terça-feira. A corrida tauromáquica que junta Gilberto Filipe, Paulo J. Santos, Bastinhas Jr. e grupos de forcados de Tomar, Montijo e Chamusca tem lugar na Praça de Touros no domingo e o Aquapalco está reservado para as danças de salão do Clube União de Recreios de Moita do Norte na terça-feira.

A Avenida dos Plátanos voltou a receber expositores e tasquinhas. Foto: mediotejo.net
- Publicidade -

Ao longo das festas, as propostas dos quase 70 expositores mantêm-se na margem do rio Tejo, onde não faltarão desfiles de mascotes, animação de rua, visita guiadas às esculturas, workshops, voos de balão de ar quente, encontros de antigos escuteiros, caminhadas, acampamento templário, concentração de vespas (motas), aula de zumba, sessões de pintura e muito mais.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome