Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Trincanela

Quarta-feira, Julho 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Trincanela

VN Barquinha debate associativismo e voluntariado

A Câmara Municipal e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha realizaram este sábado, dia 21, o seminário “Associativismo e Voluntariado… Um Exercício de Cidadania”.

- Publicidade -

- Publicidade -

O evento integra as comemorações do 90º aniversário da associação e incluiu uma sessão de esclarecimentos no edifício sede dos Bombeiros e um workshop na Escola Ciência Viva, nos quais foram abordadas diversas questões sobre o exercício da atividade associativa e ações de voluntariado neste município do Médio Tejo.

O seminário teve início pela manhã com a presença de Fernando Freire, presidente da autarquia, e dois elementos da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha, Miguel Pombeiro e António Augusto Ribeiro, presidente da mesa da Assembleia Geral e presidente da Direção, respetivamente. Na sessão de abertura Fernando Freire salientou o facto de Portugal ser um dos países europeus com menos coletividades, fundamentando a necessidade apontada por António Augusto Ribeiro de se promover “uma atitude proativa” nesta área através da realização de um encontro anual de associações e criação de clubes de voluntariado nas escolas.

- Publicidade -

DSCF6924

Miguel Santos, Fernando Freire e Henrique Ferreira

Miguel Santos, advogado, e Henrique Ferreira, técnico oficial de contas, foram os dois oradores do primeiro painel moderado por Fernando Freire. A ligação profissional de ambos à área jurídica permitiu que os participantes esclarecessem dúvidas relacionadas com a organização, legislação, financiamento, fiscalidade e contabilidade das organizações associativas. Temas cuja complexidade demove muitos interessados e que, na opinião de Henrique Ferreira, não devem constituir um “obstáculo para a constituição de uma associação”.

O segundo painel abordou o tema do voluntariado, sob a moderação de Ana Santos, professora na Escola D. Maria II. A primeira oradora, Maria de Fátima, representante da Essência da Partilha, associação sem fins lucrativos que gere os projetos PATAS, FOS – Formação Ocupacional de Seniores e um dos parceiros locais da Loja Social, referiu a experiência enriquecedora de se trabalhar em prol do bem estar da comunidade e sugeriu a criação do cartão do voluntário “com alguns descontos” para os aderentes. Joana Prates e Vânia Moura falaram sobre as suas experiências como voluntárias, a primeira com os mais novos, na Escola Ciência Viva, e a segunda com os mais velhos na FOS.

03

Joana Prates, Vânia Moura, Ana Santos e Maria de Fátima

Após a sessão de esclarecimentos no edifício sede dos Bombeiros que reuniu dezenas de pessoas, entre elas alguns dirigentes associativos do concelho, a Escola Ciência Viva recebeu os participantes durante a tarde num workshop sobre experiências, planeamento, atividades, inscrições, apoios e áreas de ação relacionadas com o associativismo. A coordenação deste workshop intitulado “Planeamento e condução da atividade associativa no concelho de Vila Nova da Barquinha – 2016” ficou a cargo do vereador Ricardo Honório.

Em declarações ao mediotejo.net, o presidente do executivo barquinhense caraterizou os bombeiros voluntários como “a associação ex libris do concelho” devido à sua “entrega, colaboração e parceria” e considera “um número positivo” as 32 associações e coletividades existentes na medida em que dependem das “vivências e disponibilidade” dos munícipes. Fernando Freire sublinha o papel ativo que a Câmara Municipal deve ter na motivação e elucidação de “quem dá o seu melhor, as suas horas de lazer”, referindo que o site institucional disponibiliza informação sobre o tema para que “as pessoas estejam mais informadas e possam oferecer, objetivamente, um melhor serviço às populações”.

05

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha celebra o seu 90º aniversário

Este seminário integra as comemorações do 90º aniversário da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha, que tiveram início no dia 7 de novembro com o Encontro de Bandas e Tuna (Banda Filarmónica dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha, Banda Filarmónica da Sociedade Filarmónica União Macaense e Tuna Feminina Scalabitana – TUFES), ao qual se seguiu o convívio dos Corpos Sociais, no dia 14. No próximo domingo, 29, terá lugar uma cerimónia que inclui o içar das bandeiras, romagem aos cemitérios, missa para a comunidade no salão da associação e sessão solene.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

  1. Sónia gostei muito do Artigo que escreveu, apenas uma correcção se poder ser, quando diz e passo a citar “Em declarações ao mediotejo.net, o presidente do executivo barquinhense caraterizou os bombeiros municipais como “a associação ex libris do concelho”, onde se lê bombeiros municipais, deve ler-se bombeiros voluntários. mas o seu trabalho está muito bom.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome