Quinta-feira, Março 4, 2021
- Publicidade -

VN Barquinha celebra protocolo com ARS para dar nova casa à UCC Almourol

O Município de Vila Nova da Barquinha celebrou um protocolo com a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) com o propósito de deslocalizar a Unidade de Cuidados Continuados na Comunidade (UCC) Almourol para novas instalações. Em declarações ao mediotejo.net, o presidente da Câmara Municipal da Barquinha explica que se trata de uma “deslocalização dos serviços” da UCC sediada no concelho mas que pratica assistência também os concelhos de Constância e do Entroncamento.

- Publicidade -

O protocolo de apoio à instalação da Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) Almourol a celebrar entre o Município de Vila Nova da Barquinha e a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) veio a reunião do executivo camarário para aprovação, tendo merecido luz verde por unanimidade dos eleitos. Em causa está a “deslocalização dos serviços da UCC do Centro de Saúde”, referiu o presidente do Município, Fernando Freire, ao mediotejo.net.

Recorde-se que a UCC Almourol funciona no mesmo edifício do Centro de Saúde de Vila Nova da Barquinha, que comporta as duas valências – unidade de saúde e UCC. Perante “a limitação do espaço do próprio edifício (…) os respetivos dirigentes colocaram-nos a questão se tínhamos espaço disponível para acolher dez técnicos desta área”, elucidou o autarca.

- Publicidade -

A deslocalização tem como objetivo “para criar condições aos técnicos para o exercício da sua atividade em plena sintonia, quer em termos de ergonomia quer em termos de facilidade de tratamento de trabalho”, diz o edil.

De acordo com o protocolo celebrado entre as duas entidades, o Município de Vila Nova da Barquinha compromete-se a arrendar um edifício à Junta de Freguesia de Vila Nova da Barquinha de forma a disponibilizá-lo “a título gratuito e por tempo indeterminado”
à ARSLVT. Fernando Freire deu conta de que o espaço definido corresponde a um “edifício devoluto” onde outrora funcionou a respetiva junta e a conservatória do registo civil, na Rua Benvinda da Conceição (perto da farmácia da Vila).

Rua Benvinda da Conceição, em Vila Nova da Barquinha. Imagem: Google Maps

Para o efeito foi celebrada uma parceria entre a Junta e a Câmara da Barquinha, onde o edifício é cedido ao Município “mediante contrato de arrendamento suportado pela Câmara Municipal”.

Áudio | Presidente da Câmara Municipal de VN Barquinha sobre deslocalização da UCC, em declarações ao mediotejo.net:

Também suportadas pela Câmara vão ser as obras que sejam necessárias realizar no que respeita à adaptação do edifício para comportar as valências da UCC.

Do lado da ARSLVT, cabe gerir o estabelecimento, bem como assumir os encargos decorrentes da sua utilização, tais como despesas de luz, água, gás, limpeza, entre outros. De acordo com o assumido no protocolo, esta entidade compromete-se a instalar e pôr em funcionamento a UCC até ao final do primeiro trimestre de 2021, isto é, até ao final de março.

O protocolo de cedência do edifício à ARSLVT vigora pelo prazo do contrato de arrendamento, que corresponde a um ano, “tacitamente prorrogável por iguais e sucessivos períodos”. Com esta deslocalização para novas instalações, será possível “incrementar o leque de equipamentos de apoio às populações, alocando recursos para que a ARSLVT possa, através do ACES Médio Tejo, prestar cuidados de saúde integrados e de proximidade” nomeadamente ao nível de enfermagem, assistência social, medicina, psicologia, nutrição, terapia da fala, entre outros.

Sediada no concelho de Vila Nova da Barquinha mas a servir também as comunidades de Constância e do Entroncamento, a UCC Almourol tem como propósito prestar cuidados de saúde e apoio social e psicológico a nível comunitário e domiciliário, com especial incidência nas famílias e grupos mais vulneráveis, em situação de risco ou dependência física e funcional, atuando ainda a nível da educação para saúde e integração de redes de apoio à família.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou à capital com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).