VN Barquinha | Manuel Gandra nomeado Curador do Centro de Interpretação de Almourol

Manuel J. Gandra. Foto: DR

Por proposta do presidente da Câmara de Vila Nova da Barquinha, Fernando Freire, foi aprovada na reunião do dia 14 de novembro a nomeação de Manuel J. Gandra  como Curador da Biblioteca-Arquivo do Centro de Interpretação de Almourol e do Centro de Interpretação de Almourol, novo equipamento cultural a inaugurar no domingo, dia 18.

PUB

PUB

A nomeação para o cargo, não remunerado, tem em conta que o projeto necessita de acompanhamento a nível de exposições temporárias e de todos os seus conteúdos, da produção de catálogos e de edições e das diferentes iniciativas que venham a decorrer após a sua inauguração.

Manuel J. Gandra nasceu em Lisboa a 27 de outubro de 1953 e tem dedicado a sua vida à investigação histórica designadamente sobre os Templários.

PUB

Licenciado em Filosofia, pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa (1979), Manuel J. Gandra é investigador especialista em diversas áreas do conhecimento, tais como: História e Geografia Míticas de Portugal, Filosofia Hermética, Iconologia da Arte Portuguesa, Emblemática e Cultura e História Mafrenses. Lecionou nos Ensinos Preparatório e Secundário, bem como na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Foi Coordenador dos Serviços de Cultura da Câmara Municipal de Mafra (entre 1989 e 2003), Diretor do Centro de Documentação e Informação de História Local do Concelho de Mafra (entre 2006 e 2010) e Diretor Científico da Biblioteca António Quadros – IADE-U (entre 2000 e 2016).

Foi Comissário de diversas exposições e mostras, designadamente, da Exposição Mafra – do Regicídio ao 5 de Outubro, destinada ao Palácio Nacional de Mafra e integrada nas Comemorações oficiais do Centenário da Implantação da República (2010). Presentemente é Professor no IADE- Universidade Europeia, bem como colaborador da UNIDCOM e do CLEPUL (Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa). Dirige o Centro Ernesto Soares de Iconografia e Simbólica, que fundou no ano de 1997. E convidado assíduo de diversas séries do Canal História. Membro do Conselho Consultivo dos periódicos Nova-Águia (Portugal) e diretor do periódico científico Mito, Símbolo e Tradição. Tem colaboração dispersa em vários periódicos, salientando-se: Boletim Cultural de Mafra, Região Saloia, Idade da Imagem, Nova Águia, Cadernos da Tradição – História e Identidade dos Povos de Língua Portuguesa (1ª, 2ª e 3ª séries); Boletim do Centro Ernesto Soares de Iconografia e Simbólica, entre outros.

PUB

É ainda  autor de uma vasta bibliografia sobretudo sobre a temática Templária.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here