VN Barquinha | Leituras “inflacionadas” da Tejo Ambiente geram “extrapolação” de valores nas faturas da água

O concelho de Vila Nova da Barquinha foi afetado por leituras “inflacionadas” no que respeita às contas da água dos consumidores. Os erros de contagem nas faturas por parte da empresa intermunicipal Tejo Ambiente foram revelados pelo presidente do Município que deu conta de que existe um compromisso por parte da empresa em “ressarcir as pessoas”.

PUB

PUB

Um dos visados pela “extrapolação” de valores nas faturas das águas foi precisamente “o cidadão Fernando Freire”. “No nosso concelho houve, de facto, algumas situações de leituras que se fizeram por estimativa, que foram inflacionados”, afirmou o presidente da Câmara Municipal aos jornalistas.

O autarca explicou que tal tem que ver “essencialmente com leituras e como a maneira como foi imputado aos consumidores as questões das leituras. Não fazendo leituras e depois juntando tudo, disparam os escalões, e as pessoas são altamente penalizadas”.

PUB

Recorde-se que esta não é a primeira situação de erros na contagem das faturas da água. Recentemente, o presidente do Município de Mação deu conta do descontentamento da população relativamente a leituras desajustadas dos contadores e estimativas e ajustes que se têm traduzido em faturas de centenas de euros para pagar (recorde AQUI).

Quanto a Vila Nova da Barquinha, o presidente Fernando Freire deu conta de que na corrente semana o Conselho de Administração da Tejo Ambiente reuniu na Barquinha e que foi assumida a verificação “caso a caso, no sentido de colmatar a situação”.

“Como a Barquinha é mais pequena consegue-se ver o histórico, até porque tínhamos também esses dados”, elucidou Fernando Freire, expondo a existência de cerca de 3000 contadores no concelho.

Na reunião entre o Município e o Conselho de Administração da Tejo Ambiente foi também referida a assunção de “um compromisso por parte de ressarcir as pessoas na questão de também não as prejudicar”.

“Aquilo que me disseram foi, de facto, que iam retificar e é isso que espero”, assumiu Fernando Freire, que manifestou confiança de que esta é uma situação que “tende a regularizar”.

Fernando Freire, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha. Foto: mediotejo.net

“Esperemos que venham novas notícias sobre este tema, considerando que estamos a falar de um bem essencial para as pessoas e numa altura destas não convém haver instabilidade de preços”, declarou o presidente de Câmara.

Com os serviços da Tejo Ambiente a funcionar desde 1 de junho deste ano no concelho, Vila Nova da Barquinha é, pelas palavras do seu presidente “o único concelho que, de facto trouxe, receita para a Tejo Ambiente era Vila Nova da Barquinha. Ou seja, é aquele que não traz resultados negativos para a Tejo Ambiente”.

“Tínhamos muito perto do valor de 70 mil euros positivo, o que não acontecia com os outros concelhos e também fomos surpreendidos por este erro de leitura ou erro de serviços”, disse.

Fernando Freire admite que com a adesão à Tejo Ambiente houve uma “redução nas tarifas da água para Vila Nova da Barquinha”, nomeadamente no que diz respeito aos utilizadores domésticos. “Temos uma redução de 5% para consumidores até 25 metros, e a partir dos 25 metros 10% [de redução] para os domésticos”, elucidou.

Concurso público saneamento nas Madeiras e Limeiras em vias de sair para a rua

Também na reunião desta semana entre o Conselho de Administração da empresa intermunicipal Tejo Ambiente e o Município de Vila Nova da Barquinha foi dado a conhecer que está para breve a abertura de um concurso público para o lançamento do saneamento nas Madeiras e Limeiras, ambas na freguesia de Praia do Ribatejo.

“Nessa reunião fiquei a conhecer que provavelmente para a semana vai abrir concurso público do lançamento do saneamento das Madeiras e das Limeiras. Um projeto que rondará muito perto de um milhão de euros, que vai ser lançado a concurso público e foi um dos motivos para que a gente também aderisse a este sistema”, afirmou Fernando Freire.

Recorde-se que a Tejo Ambiente é uma empresa intermunicipal, responsável pela gestão dos sistemas públicos de abastecimento de água, de saneamento de águas residuais e recolha de resíduos sólidos urbanos indiferenciados nos concelhos aderentes: Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar e Vila Nova da Barquinha.

PUB
PUB
Ana Rita Cristóvão
Quando era pequena, passava os dias no campo a fazer de conta que apresentava o telejornal. Rumou à capital para se formar em Jornalismo e foi aí que se apaixonou pela rádio. Gosta de abraços e passa horas a ouvir as histórias dos mais antigos. É fã de chocolate, caminhadas sem destino e praias fluviais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).