Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Novembro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

VN Barquinha | Inaugurada exposição sobre a I Guerra Mundial e a sua “história por contar”

“A Primeira Guerra Mundial – A História por Contar”, uma exposição sobre este conflito e sobre o papel crucial que a freguesia de Praia do Ribatejo desempenhou na preparação do Corpo Expedicionário Português (CEP), com a apresentação de muito material inédito, foi inaugurada no passado dia 6 de novembro no Espaço Memória de Payo de Pelle. A exposição fica patente até ao final do ano.

- Publicidade -

Foi na freguesia de Praia do Ribatejo, à data designada como Payo de Pelle, que se deu o chamado “Milagre de Tancos”, processo através do qual a 1.ª República preparou, no Polígono Militar de Tancos, e em apenas três meses, a instrução para mais de 20 mil soldados portugueses participarem na primeira grande guerra, que levou à construção do campo de Paulona, local onde ficaram alojados estes soldados que se viram envolvidos numa instrução apressada e improvisada que levou a uma participação portuguesa desastrosa no conflito.

É este o mote para uma exposição que tenta igualmente revelar o outro lado pouco conhecido e divulgado desta preparação militar, como é exemplo notório o facto de doze jovens de 21 anos terem falecido em acidente no campo de manobras, enquanto a imprensa da época relatou que não houve qualquer acidente. 

- Publicidade -

A inauguração contou com um momento teatral. Foto: mediotejo.net

Integrada no programa em rede VOLver, esta mostra nasceu e começou a ser desenvolvida em 2017 na comemoração do armistício da Grande Guerra. Porém só foi possível levá-la avante com o Agrupamento de Escolas de Vila Nova da Barquinha e com a colaboração da professora deste agrupamento, Maria Antónia Coelho, para que se fizesse a investigação e construíssem os painéis que compõem a exposição. No culminar da realização da exposição estiveram envolvidas diversas entidades, como o Regimento de Engenharia Nº1 (RE1) e o Museu Militar de Lisboa. 

Rita Inácio, secretária do anterior executivo da Junta de Freguesia e uma das dinamizadoras da iniciativa, referiu na sessão de inauguração que “o trabalho que está aqui patente é o exemplo de que é possível fazer parcerias entre as forças vivas do concelho e também com outras entidades como neste caso as entidades militares do nosso país e em especial as do nosso território, que têm sempre as portas abertas para nos ajudarem em tudo aquilo que temos pedido”.

Foto: mediotejo.net

Ao mediotejo.net, Fernando Freire, presidente do município de Vila Nova da Barquinha, disse que esta “é uma exposição magnífica que tem a ver com a preparação do CEP para a Primeira Guerra Mundial e de facto (…) toda esta panóplia de material militar e também de imagens, essencialmente imagens inéditas que são do arquivo do atual RE1, permite no fundo levantar algumas “menos-verdades” que a doutrina política, à data dos factos, narrava deste Milagre de Tancos”. O autarca aconselha toda a gente a visitar este espólio que “tem conteúdos magníficos”, acrescentando que é este intercâmbio que representa o programa VOLver.

“Espero que pelo menos a população local e do concelho venham visitar uma parte da história da nossa freguesia, uma vez que a nossa freguesia é praticamente militar e espero que as pessoas possam gostar”, disse José Pimenta, recém-eleito como novo presidente da Junta de Freguesia de Praia do Ribatejo, que exprimiu igualmente o desejo de se arranjar um espaço físico, que faz parte do RE1 e que foi construído na altura pelo CEP, para que esse edifício possa vir a ser transformado num local permanente da divulgação da história do CEP e do polígono militar de Tancos que está integrado na freguesia praiense. 

A exposição está patente no Espaço Memória Payo de Pelle (antiga escola primária), em Praia do Ribatejo. Foto: mediotejo.net

Na inauguração esteve também presente António Augusto Ribeiro, presidente da Assembleia Municipal de Vila Nova da Barquinha, as vereadoras com o pelouro da Cultura das Câmaras Municipais de Vila Nova da Barquinha e de Torres Novas, respetivamente Paula Pontes e Elvira Sequeira, o presidente da Associação da Liga dos Combatentes, o segundo comandante do RE1 e um representante do Museu Militar de Lisboa.

A exposição, patente até 31 de dezembro, é visitável mediante marcação prévia através do telefone 249733940, do email jfpraiaribatejo@mail.telepac.pt ou presencialmente na Junta de Freguesia de Praia do Ribatejo.

 

Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo. Ávido leitor, não dispensa no entanto um bom filme e um bom serão na companhia dos amigos.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome