Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Junho 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

VN Barquinha | Empresa do Centro de Negócios à venda em leilão

As instalações da empresa Batadec – Comércio de Equipamentos Dentários, Lda., no Centro de Negócios de Vila Nova da Barquinha, estão à venda em leilão eletrónico através da leiloeira LC Premium. O prazo para apresentação de propostas de licitação para os bens móveis e imóveis da empresa termina a 4 de setembro, segundo o anúncio da leiloeira.

- Publicidade -

- Publicidade -

O armazém da Batadec, composto por dois pisos e logradouro, com área total de 1092m2, correspondendo 354,20m2 a superfície coberta e os remanescentes 737,80m2 a superfície descoberta, está à venda por 82.267,90 euros. Até ao momento, a proposta mais alta é de 20 mil euros.

O lote 2 inclui mobiliário, equipamento para consultórios dentários, eletrodomésticos, sofás entre outro material, está à venda por 3.550 euros, não existindo qualquer proposta por enquanto.

- Publicidade -

Esta venda em leilão surge na sequência do pedido de insolvência que deu entrada no final de 2019 no Tribunal da Comarca de Santarém, altura em que foi nomeado administrador de insolvência Emídio Joaquim da Costa Sousa, de Coimbra.

Em janeiro de 2020, a empresa foi declarada insolvente sendo divulgada a lista dos credores onde constam entidades bancárias, fornecedores, segurança social, autoridade tributária, EDP, entre outros.

A Batadec estava instalada no Centro de Negócios de Vila Nova da Barquinha, na Atalaia, desde abril de 2008. Nas suas amplas instalações era possível apreciar em exposição vários tipos de máquinas, equipamentos de radiologia, cadeiras de dentista (com todos os apetrechos), mobiliário e outros acessórios destinados a montar um consultório completo.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome