Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Setembro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

VN Barquinha | Contas de 2020 aprovadas pela Assembleia Municipal (c/áudio)

Com uma redução da dívida total em quase um milhão de euros, o Município de Vila Nova da Barquinha viu aprovados pelo órgão deliberativo máximo do concelho os documentos de prestação de contas de 2020.

- Publicidade -

“Cumprimos o compromisso assumido com os nossos concidadãos, com os nossos munícipes, gerindo com denodo, com entrega, com seriedade, com transparência e com humanidade”, afirmou em sessão de Assembleia Municipal o presidente do Município de Vila Nova da Barquinha na apresentação das contas de 2020.

Referindo um “ano completamente atípico” devido aos constrangimentos causados pela pandemia de Covid-19, Fernando Freire assumiu a autarquia teve de “mudar de rumo” e procurar responder a esta urgência, nomeadamente com a aquisição de equipamentos de proteção individual, realização de testes e apoios às instituições, associações e famílias.

- Publicidade -

ÁUDIO | Fernando Freire apresenta contas de 2020 perante a Assembleia Municipal da Barquinha

Apesar deste ano difícil, em reunião do executivo camarário o autarca havia já destacado que em 2020 foi possível “alavancar investimento” e, em sessão de Assembleia Municipal, sublinhou o facto da dívida da despesa municipal ter atingido no ano transato “o montante mais baixo dos últimos quatro anos”.

Com uma redução da dívida do Município em perto de um milhão de euros, o edil referiu que também a 31 de dezembro de 2020 a autarquia tinha uma margem de endividamento a rondar os 6,7 milhões de euros.

Referindo ainda uma taxa de execução da receita de 87,5% e da despesa e 76,6%, o presidente da Câmara Municipal expôs ainda que o saldo a transitar para 2021 representa “o montante mais elevado nos últimos quatro anos”.

Com abstenção da CDU e da coligação PSD-CDS, o relatório de gestão e prestação de contas referente ao exercício de 2020 e do investimento de bens, direitos e obrigações patrimoniais foi aprovado por maioria, tal como aconteceu com o documento de prestação de contas consolidadas de 2020.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome