PUB

VN Barquinha: Comando Territorial de Santarém da GNR celebrou 8º aniversário (c/ vídeo)

O Comando Territorial de Santarém da Guarda Nacional Republicana assinalou o seu oitavo aniversário numa cerimónia oficial que teve lugar no parque ribeirinho de Vila Nova da Barquinha esta sexta-feira, dia 14. Autarcas e representantes de diversas entidades do distrito encheram a tribuna na Avenida dos Plátanos para um momento caraterizado no discurso de abertura como representativo do “espírito de corpo, orgulho e dedicação” e da união entre os militares e a comunidade.

PUB

PUB

A cerimónia da Guarda Nacional Republicana (GNR) teve início por volta das 15h30, altura em que a comunidade civil se juntou à militar e política presente na tribuna para comemorar o oitavo aniversário do Comando Territorial de Santarém. A Avenida dos Plátanos, no parque ribeirinho de Vila Nova da Barquinha, foi o local escolhido por esta Unidade que celebra o seu dia a 13 de outubro.

O momento do Hino Nacional foi um dos pontos altos da cerimónia comemorativa. Foto: mediotejo.net
O momento do Hino Nacional foi um dos pontos altos da cerimónia comemorativa. Foto: mediotejo.net

PUB

Nas forças em parada, sob o Comando do Major de Cavalaria Pedro Miguel Pinto Reis, encontravam-se o estandarte heráldico da Unidade, uma secção cinotécnica do destacamento de intervenção e uma companhia composta por pelotões dos militares dos destacamentos territoriais, de intervenção e um terceiro motorizado com os meios de diversas valências da Unidade (Trânsito, Territorial e Intervenção).

O programa começou com a apresentação da formatura e a revista às forças em parada pelo Major General Carlos Alberto Baía Afonso, Comandante do Comando e da Administração dos Recursos Internos da GNR, seguindo-se a entrega e integração das flâmulas (bandeiras heráldicas de desfile) dos destacamentos territoriais de Abrantes, Coruche, Santarém, Tomar, Torres Novas, Trânsito e Intervenção.

Comandante Nuno Sanfona Paulino durante o seu discurso. Foto: mediotejo.net
Comandante Nuno Sanfona Paulino durante o seu discurso. Foto: mediotejo.net

Após a integração do Estandarte Nacional na formatura e do Hino Nacional ecoar pelo parque ribeirinho, o Comandante do Comando Territorial de Santarém, Nuno Sanfona Paulino, dirigiu-se aos presentes num discurso em que destacou as relações “salutares” entre a Unidade e a “comunidade que serve” e saudou “a forma competente e dedicada” como os militares têm cumprido “a sua missão”.

Segundo o comandante, a cerimónia representou não apenas a celebração dos oito anos de existência da Unidade, mas uma “evocação” dos 104 anos da presença da GNR no distrito. Foi este o motivo da escolha do Dia da Unidade recair sobre o dia 13 de outubro, data em que a GNR chegou a Santarém no ano de 1912.

O evento terminou com um desfile das forças em parada. Foto: mediotejo.net
O evento terminou com um desfile das forças em parada. Foto: mediotejo.net

As comemorações incluíram ainda a imposição de condecorações, uma homenagem aos militares falecidos e terminaram com o desfile das forças em parada. Antes do “Ribatejo de Honra” que se seguiu à cerimónia, Fernando Freire, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha falou com os jornalistas sobre o significado da escolha do seu município pelo Comando Territorial de Santarém para a celebração do aniversário.

O autarca barquinhense salientou a “simbiose perfeita” entre as autarquias do Médio Tejo e da Lezíria e as forças de segurança enquanto “pilar do Estado de Direito Democrático essencial para a preservação da segurança das pessoas, dos bens e do património”.

PUB
PUB
Sónia Leitão
Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).