Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 31, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

VN Barquinha: CIEC deslumbrou o Secretário de Estado da Educação

O Secretário de Estado da Educação, João Costa, visitou o Centro Integrado de Educação em Ciências esta quinta-feira, dia 19, e ficou impressionado com o que viu. A visita guiada permitiu-lhe conhecer as diversas vertentes didáticas da Escola Ciência Viva de Vila Nova da Barquinha, um projeto pioneiro a nível nacional que diz ser um exemplo para o resto do país e ir ao encontro dos objetivos estabelecidos pelo Governo para a escola pública.

- Publicidade -

- Publicidade -

A visita do Secretário de Estado da Educação, João Costa, desta quinta-feira integrou a iniciativa “Barquinha de Ciências, Barquinha de Vivências”, organizada pela Escola Ciência Viva (ECV) de Vila Nova da Barquinha nos dias 18 e 19. A apresentação do projeto ficou a cargo de Ana Rodrigues da Universidade de Aveiro, instituição parceira da autarquia e do Agrupamento de Escolas neste projeto pioneiro em Portugal.

ciec01
fotos: mediotejo.net

- Publicidade -

João Costa disse ter ficado “deslumbradíssimo” com as diversas atividades direcionadas para os alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico nas infraestruturas que representaram um investimento de cerca de dez milhões de euros no estímulo ao gosto pela ciência na população mais jovem. Além das aulas abertas, o Secretário de Estado da Educação ficou a conhecer algumas empresas do projeto “Empreendedorismo na Escola” e assistiu às atuações dos alunos do ECV Got Talent.

Os elogios multiplicaram-se durante a visita em que estiveram presentes o Diretor Geral de Educação, José Vitor Pedroso, o presidente da Câmara Municipal, Fernando Freire, o Secretário Executivo da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIM Médio Tejo), Miguel Pombeiro e o Diretor do Agrupamento de Escolas de Vila Nova da Barquinha, Paulo Tavares.

fotos: mediotejo.net
fotos: mediotejo.net

João Costa sublinhou a “necessidade de inovar tecnologicamente e integrar o conhecimento”, ambos presentes num projeto que considera ser “um exemplo para todo o país daquilo que pode ser feito e bem feito na escola pública”. A prática “tem que ser acarinhada”, referiu o Secretário de Estado da Educação, um formato que diz ir ao encontro do debate programado pelo Governo para a “promoção e indução de gestão flexível de currículo”.

No final da visita, Fernando Freire, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, apontou o contributo da ECV na vivência do território por parte da comunidade escolar, que encara o espaço “com alegria e não como mais um encargo de trabalho”. Eventos como os “Jantares com Ciência” e os “Cafés com Ciência” foram destacados como iniciativas que aproximam a escola da população em geral.

fotos: mediotejo.net
fotos: mediotejo.net

Por sua vez, Miguel Pombeiro, autarca de Vila Nova da Barquinha durante o desenvolvimento e inauguração da ECV, salientou que “o maior desafio não está no planeamento, não está na programação, não está em fazer obra física. O grande desafio é sempre no dia a seguir à inauguração”, altura em que se torna importante “atingir a intencionalidade do projeto”.

A presença de João Costa e José Vitor Pedroso foram referidos como um momento importante de um “processo contínuo” que poderá “servir de referência” a futuros projetos desenvolvidos na região do Médio Tejo, ajustado “à realidade de cada agrupamento”.

fotos: mediotejo.net
fotos: mediotejo.net

Segundo Miguel Pombeiro, a promoção da cultura cientifica dentro da comunidade escolar é um dos “pilares” do Plano Estratégico de Desenvolvimento Intermunicipal de Educação delineado pela CIM Tejo no sentido de combater o insucesso escolar e a redução do abandono escolar precoce. A candidatura a fundos comunitários está dependente da abertura dos respetivos avisos, altura que o Secretário Executivo desta comunidade intermunicipal perspetiva o início da construção “de um Médio Tejo que valoriza o ensino experimental desde os primeiros anos”.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome

- Publicidade -