Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Setembro 16, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

VN Barquinha | Cheias levam barcos pelo rio abaixo

Sete barcos que estavam atracados no cais de Pai Avô na Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, foram levados pela corrente do rio Tejo na última noite. Apesar do forte caudal, os pescadores, apoiados pelos bombeiros, conseguiram na manhã desta sexta feira, resgatar três barcos. Presume-se que os quatro barcos desaparecidos tenham ido pelo Tejo abaixo havendo ainda a hipótese de estarem submersos, deu conta o presidente da Câmara, Fernando Freire.

- Publicidade -

Num balanço para o mediotejo.net o autarca refere uma derrocada na estrada entre Limeiras e Cafuz já na tarde desta sexta-feira, estando no local uma máquina a desimpedir a via, trabalhos que se prologam por cerca de duas horas.

A água do rio Tejo está prestes a galgar o cais de Tancos, com a possibilidade de inundações nas zonas mais ribeirinhas. Aponta-se para que o parque ribeirinho da vila fique inundado nas próximas horas.

- Publicidade -

No dia 19 houve várias estradas que estiveram cortadas ao trânsito como a EN110 na Atalaia, a EN 113 entre Tancos e VN Barquinha e a estrada entre Praia do Ribatejo e Constância. Ainda durante o dia 19, os serviços municipais de proteção civil retiraram oito árvores que caíram para a via pública.

Fernando Freire alerta para a previsão do agravamento do estado do tempo para as próximas horas temendo que se registem mais ocorrências.

Operação de retirada de uma árvore na EN 113. Foto: DR

Um dos barcos desaparecido. Foto: DR

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome