Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Outubro 21, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

VN Barquinha | Câmara aprova orçamento de 13,2 milhões de euros

O orçamento do Município de Vila Nova da Barquinha para o ano de 2019, aprovado pela Câmara, apresenta um montante total de receita e de despesa de 13,2 milhões de euros, o que se traduz numa diminuição de cerca de 10% em relação ao ano anterior.

- Publicidade -

Na mensagem introdutória do documento, o Presidente da Câmara explica que o Orçamento “dá continuidade ao esforço para afirmar o Concelho de Vila Nova da Barquinha no contexto da inclusão e na criação de condições sustentáveis para os seus munícipes que permitam criar riqueza e melhor emprego”. Para Fernando Freire “só assim teremos um concelho participado por todos e capaz de criar conhecimento e riqueza, única forma de melhorar a vida que temos”.

São quatro as prioridades fundamentais assumidas pelo Município, através da realização de investimentos enquadrados no programa “Portugal 2020”. Com base no financiamento obtido no âmbito destes apoios comunitários, o Município “centrará a sua ação na promoção da qualidade de vida para todos sem exceção, na consolidação e no reforço económico, com intervenções em áreas estratégicas no rejuvenescer e conservação do seu património, em todos os níveis, e ainda numa gestão autárquica transparente e participativa”, lê-se no documento.

- Publicidade -

Destaca-se a “forte aposta na educação e na qualificação do potencial humano, através da manutenção das infraestruturas de ensino e dos projetos que promovem o sucesso educativo”. Outro ponto considerado fundamental “é o investimento no desenvolvimento económico e na mobilidade, que incutem ao Concelho estratégias para o progresso”.

Tendo como estratégia a “consolidação dos investimentos ao abrigo do PDR 2020, anteriormente assumidos”, o Orçamento “apostará fortemente no desenvolvimento económico, social e cultural e ainda no bem estar da população, promovendo a sustentabilidade”.

Como Município pequeno que é e com um orçamento muito limitado, Fernando Freire explica que só é possível avançar com mais obras conforme as disponibilidades futuras de financiamento e os diferentes apoios comunitários.

Para já o foco das preocupações vai para a educação e as funções sociais como o combate à pobreza e o apoio às famílias mais carenciadas.

Como obras, ou em fase de projeto ou prontas a iniciar em 2019 ou já em fase de execução, o Presidente da Câmara da Barquinha destaca as instalações do ninho de empresas que deverá avançar até ao final do ano, a requalificação da Praça da República, a intervenção no Cais de Tancos, a valorização da ilha de Almourol e a empreitada de execução do sistema de drenagem de águas residuais domésticas das Madeiras.

Fernando Freire aponta ainda como preocupação a redução da dívida e a manutenção de um curto prazo médio de pagamento aos fornecedores que atualmente é de 26 dias.

O documento previsional do Município vai ser analisado e votado na Assembleia Municipal que deverá reunir em meados de dezembro.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome