- Publicidade -
Segunda-feira, Dezembro 6, 2021
- Publicidade -

VN Barquinha | Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários assinala 95 anos ao serviço da comunidade

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha assinala este ano o seu 95.º aniversário. Devido às restrições impostas pela pandemia de Covid-19, o programa de atividades comemorativas foi cancelado, mas a AHBVB assinalou simbolicamente a data através de um vídeo dedicado a todos os profissionais.

- Publicidade -

São 95 anos ao serviço da comunidade (desde 1925) mas que não puderam ser celebrados junto dela, por força da pandemia. Num aniversário num ano “deveras atípico e desafiante para todos”, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha refere, num comunicado no seu site, que apesar de não ter existido este ano o tradicional desfile nem o jantar comemorativo, a direção comemorou “de forma simples, mas plena de significado” a data que assinala a criação do corpo de salvação pública e da banda de música dos bombeiros.

“Sem nunca esquecer a razão da nossa existência: os nossos sócios e principalmente os nossos bombeiros que, diariamente em ambiente hostil, enfrentam um inimigo silencioso”, a AHBVB elaborou também um vídeo onde homenageia todos aqueles que ao longo dos últimos 95 anos serviram a associação.

- Publicidade -

“Aproveitamos este momento para relembrar quantos serviram na nossa associação, homenagear os que partiram e louvar todos os voluntários que todos os dias do ano executam com enorme profissionalismo e empenho a missão da associação: bombeiros, músicos, corpos sociais e colaboradores”, afirma o presidente da direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha, António Ribeiro, que agradece publicamente “o trabalho desta direção e o magnífico trabalho desenvolvido pelos bombeiros, com muitos sacrifícios pessoais e familiares”.

Presidente da direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de VN Barquinha, António Ribeiro, e comandante dos Bombeiros Voluntários de VN Barquinha, Jorge Gama. Imagem: AHBVB

Também o comandante do corpo dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha, Jorge Gama, deixa uma palavra de gratidão para com aqueles que “são os verdadeiros heróis”.

“É um ano atípico em que a Covid veio tornar ainda mais difícil o esforço dos nossos bombeiros. Para eles, uma palavra de gratidão. São eles os verdadeiros heróis, a verdadeira primeira fila do combate”, declarou o comandante que sublinhou também que em contexto de pandemia os profissionais têm respondido à comunidade “com dedicação (…) e sempre de forma exemplar para que nada vos falte”.

Associação Humanitária investe quase 150 mil euros para melhoria da prestação de serviços à comunidade

Atualmente com 1875 sócios (dos quais 28 aderiram este ano), com 21 funcionários e um quadro ativo de 59 bombeiros voluntários (mais 27 jovens na escola de infantes e cadetes) e ainda um banda com 23 músicos, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha está ao serviço da comunidade, mesmo em tempos de pandemia.

“Apesar de todas as restrições colocadas pela pandemia de Covid-19, entre janeiro e novembro de 2020, o nosso corpo de bombeiros respondeu de forma pronta a 3298 ocorrências e as nossas viaturas percorreram 433.835 quilómetros em missões de transportes de doentes, socorro e outros serviços de apoio geral à comunidade”, refere o presidente da direção, António Ribeiro.

Entre janeiro e novembro de 2020, os bombeiros de Vila Nova da Barquinha respondeu a 3298 ocorrências. Imagem ilustrativa: AHBVB

Com quatro veículos de socorro, nove ambulâncias de transporte de doentes e dez veículos de combate a incêndios em situação operacional, nos últimos dois anos a associação investiu perto de 150 mil euros (63.800,00€ em 2019 e 83.400,00€ em 2020) na aquisição de materiais “fundamentais para a operação, melhoria das instalações e condições de trabalho dos nossos operacionais”.

Entre os investimentos está a aquisição de uma ambulância de transporte de doentes e de uma ambulância de socorro para substituir a do INEM em funcionamento desde 2009, bem como outros equipamentos que contaram com o apoio do Município de Vila Nova da Barquinha (um desfibrilhador, equipamentos de proteção individual para combate a incêndios e equipamentos de respiração).

A AHBVB procedeu também à instalação de 90 painéis solares fotovoltaicos no telhado do quartel para produção de energia destinada a autoconsumo, com o propósito de diminuir os custos com energia.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome