Sexta-feira, Fevereiro 26, 2021
- Publicidade -

VN Barquinha | Alunos vibraram e aprenderam com Diogo Piçarra (c/video)

O entusiasmo marcou a manhã desta terça-feira, dia 13, na Escola Secundária D. Maria II com a visita de Diogo Piçarra. O músico não veio ao concelho para um concerto, mas sim para apresentar o projeto “Diogo Piçarra em Pessoa” no qual as suas vivências se cruzam com as do poeta. Um momento pedagógico em que a obra de Fernando Pessoa esteve em destaque e no qual não faltou a música e o teatro.

- Publicidade -

- Publicidade -

Diogo Piçarra recebeu o desafio da empresa Betweien em 2016 para um projeto pedagógico que envolvia a obra de Fernando Pessoa. Desafio aceite e 20 poemas do poeta foram escolhidos pelo músico, aos quais juntou a sua perspetiva pessoal num diálogo em que as vivências de ambos se cruzam. O encontro a dois acabou por se revelar numa experiência a oito que envolve os dois ortónimos e os três heterónimos de cada um.

Diogo Piçarra e uma representante da Betweien. Fotos: mediotejo.net

- Publicidade -

Álvaro de Campos, Alberto Caeiro e Ricardo Reis passaram partilhar as páginas do livro “Diogo Piçarra em Pessoa” com Luna Thea, Walter Ego e Ingénuo Garcia. A obra literária em que o músico apresenta a sua interpretação dos poemas pula para o palco na performance teatral em que dois atores da Betweien encarnam Fernando Pessoa e Diogo Piçarra. Uma abordagem diferente em que se aprende sem a imposição do estudo.

Um ponto destacado pelo músico perante uma plateia de alunos, sobretudo do ensino secundário, que se revelou muito acima da lotação do auditório escolar. Segundo Diogo Piçarra, a verdadeira descoberta de Fernando Pessoa surgiu já na idade adulta, altura em que descobriu a obra por gosto e, na sua opinião, com a idade certa.

Gonçalo foi um dos alunos que leram poemas na apresentação que também inclui teatro . Fotos: mediotejo.net

Mais novos foram os alunos escolhidos para ler os poemas e as respetivas interpretações. Daniel, do 7º ano, e Gonçalo, do 12º, deram voz a “Sei bem que nunca serei ninguém” e “Põe quanto és. No mínimo que fazes”, ambos de Ricardo Reis. Beatriz, do 9º ano, e Ana, do 12º, partilharam a forma como Diogo Piçarra vive e sente estes poemas. Sérgio foi o quinto a subir ao palco para ler “Autopsicografia”.

A leitura deu lugar a um momento de hip-hop com a interpretação feita por este estudante de uma música de Boss AC. Este teria sido o único tema musical da apresentação se Diogo Piçarra não tivesse criado dois temas inéditos para o projeto “Diogo Piçarra em Pessoa”. O primeiro com o poema lido por Daniel e o segundo com a sua interpretação do mesmo, anteriormente lida por Ana.

O músico brindou a plateia com três interpretações musicais. Fotos: mediotejo.net

O mediotejo.net acompanhou em direto este momento, assim como o tema seguinte com que Diogo Piçarra se despediu dos alunos da Escola D. Maria II e a fotografia de grupo, que aqui partilhamos:

Diogo Piçarra apresenta "Diogo Piçarra em Pessoa" na Escola D. Maria II / (VN Barquinha)

Publicado por mediotejo.net em Terça-feira, 13 de Março de 2018

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).