VN Barquinha | Agrupamento de Escolas com mais 100 alunos no próximo ano letivo

Escola D. Maria II. Foto: CM VN Barquinha

No próximo ano letivo o Agrupamento de Escolas de Vila Nova da Barquinha regista um acréscimo de cerca de 100 alunos, de acordo com informação do diretor do agrupamento, Paulo Tavares. No ano letivo transato frequentaram os estabelecimentos de ensino do agrupamento cerca de 850 alunos, estando previsto para o próximo ano letivo cerca de 950 alunos. Tendo em conta a pandemia, os horários vão sofrer ajustes e os alunos a partir do 5º ano vão ter de usar máscaras. Pretende-se ainda implementar uma estratégia de desinfeção dos espaços escolares, bem como a colocação de sinalética.

PUB

Numa altura de recessão demográfica, este aumento explica-se tendo em conta que o agrupamento desenvolve um projeto inovador em termos pedagógicos, mas sobretudo pelo facto de Vila Nova da Barquinha ter “um excelente parque escolar”, conforme explica a vereadora do pelouro da Educação, Marina Honório.

Estes fatores de atratividade fazem com que muitos alunos dos concelhos limítrofes (Entroncamento e Tomar, por exemplo) estejam inscritos no agrupamento.

PUB
Alunas na entrada da Escola D. Maria II. Foto: mediotejo.net

Covid-19 e a “normalidade” possível”

As contingências da pandemia vão obrigar a “pequenos ajustes, tentando manter a maior “normalidade” possível”, refere a autarca.

PUB

Em termos de horários escolares no ano letivo 2020-2021 os alunos iniciam as aulas 10 minutos mais cedo e terminam à tarde também 10 minutos mais cedo. Os intervalos são de 10 minutos e o intervalo de 20 minutos no período da manhã passa também a 10 minutos. A hora de almoço no refeitório decorre das 12h10 às 14h00.

É objetivo da direção do Agrupamento dar continuidade ao plano de inovação que já está em funcionamento desde 2017, tendo sido pioneiro a nível nacional. O agrupamento já elaborou, também, o Plano de Ação, para regime presencial, regime misto e regime de ensino à distância, o Plano de Saúde e o Plano de Mentoria, “focalizando todas as situações previstas nos normativos legais e dando enfoque para que as aulas sejam presenciais e decorram dentro da maior “normalidade” possível”, explica Marina Honório.

Os alunos a partir do 5º ano vão ter de usar máscaras e pretende-se implementar uma estratégia de desinfeção dos espaços escolares, bem como a colocação de sinalética. Com alguns espaços fechados, “houve necessidade de reajustar dinâmicas educativas, uma vez que o pavilhão desportivo estará encerrado e também em termos de práticas laboratoriais”, adianta.

“Enquanto vereadora da educação e enquanto cidadã, as principais dificuldades que se apresentam são naturalmente a preocupação pelo facto de serem muitas pessoas em contacto umas com as outras, bem como a falta de recursos humanos, que se regista a nível nacional, para encarar esta situação em concreto”, afirma Marina Honório.

Para 2020/2021, o Agrupamento pretende dar continuidade ao Projeto Educativo “Ver, Viver e Sentir – Arte e Ciência | Educar para a Paz”. Explica a autarca que se trata de “um projeto reconhecido pela tutela e é um instrumento refletido de gestão estratégica, ajustado à realidade e que tem uma ideia de futuro comungada por toda a comunidade educativa, sendo, por isso, expressão da sua identidade”.

PUB

No âmbito do PEDIME – Plano Estratégico de Desenvolvimento Intermunicipal da Educação do Médio Tejo, o Agrupamento de Escolas de Vila Nova da Barquinha participa, dinamiza e desenvolve atividades e iniciativas, com vista à promoção do sucesso escolar e da cultura científica, das artes e das competências metacognitivas das crianças e alunos do Agrupamento, desde a Educação Pré-Escolar ao Ensino Secundário, bem como à diversificação e coordenação das ofertas profissionalizantes de forma a adequá-las às oportunidades e necessidades do mercado de trabalho.

Decorrente da participação no PEDIME, o Agrupamento tem vindo a receber algum material informático e tecnológico, assim como algum material de laboratório, melhorando o apetrechamento de diversas salas e espaços de aprendizagem nos estabelecimentos escolares do Agrupamento. Ainda no âmbito do projeto foi contratada, pelo município, uma equipa multidisciplinar constituída por uma Psicóloga, uma Assistente Social e uma Terapeuta da Fala que desenvolvem trabalho em articulação com o agrupamento.

Em síntese, para a autarca os objetivos para o ano letivo 2020-2021 são os de “continuar a trabalhar de forma colaborativa e em parceria extrema e que sejamos bafejados pela sorte neste contexto pandémico”.

“Desejo que continuemos a desenvolver todos os esforços no sentido de encontrar as melhores respostas para contribuir para o maior sucesso dos alunos, das famílias e de todos nós, comunidade educativa”, realça Marina Honório.

VN Barquinha tem um parque escolar “de excelência”. Foto: mediotejo.net

Apoios sociais reforçados

PUB

O Município de Vila Nova da Barquinha, no âmbito da Ação Social Escolar e dos apoios legalmente definidos pelo Ministério da Educação, concede subsídio para aquisição de material escolar aos alunos do 1º ciclo do ensino básico posicionados no escalão A e B.

O valor atribuído é de 16 euros aos alunos do escalão A e de 8 euros aos alunos do escalão B. Este valor é transferido para o Agrupamento de Escolas de Vila Nova da Barquinha.

Comparticipa ainda as refeições escolares aos alunos posicionados nos escalões A (totalidade do valor da refeição) e B (50% do valor da refeição), de acordo com a tabela:

 

Estabelecimentos de Ensino Não subsidiados Subsidiados
Escalão A Escalão B
Enc. Educação Câmara Municipal Enc. Educação Câmara

Municipal

Enc.  Educação Câmara  Municipal
Agrupamento de Escolas VN Barquinha 1,46 € 0,22 € 0.00€ 1,68 € 0,73 € 0,95 €

 

O acompanhamento das crianças do 1º ciclo durante a hora de almoço é prestado pelas Associações de Pais em parceria com a Câmara Municipal que suporta as despesas referentes a este serviço num montante de 10€/mês/aluno Subsidiado Escalão A e 5€/mês/aluno Subsidiado Escalão B.

A Câmara Municipal transfere mensalmente para as Associações de Pais a quantia referente ao pagamento das auxiliares para acompanhamento à refeição.

PUB

No entanto, “assente nos princípios da gratuitidade da escolaridade obrigatória e da universalidade da educação e ensino e, sobretudo, nas dificuldades manifestadas pelas famílias, o município de VN Barquinha tem seguido, em matéria de ação social escolar, uma política social e educativa promotora do sucesso educativo e da igualdade de acesso à educação e ao ensino, fomentando a inclusão e a integração de todas as crianças no processo educativo, independentemente da condição socioeconómica das famílias”, sublinha a vereadora responsável.

É neste contexto que o município tem vindo a reforçar os apoios legalmente definidos pelo Ministério da Educação no âmbito da Ação Social Escolar, através da adoção e implementação de medidas complementares de apoio à família, que se traduzem no apoio à família nas interrupções letivas (Pré-Escolar), destinado às famílias que necessitam de um espaço para os seus educandos permanecerem durante o seu horário de trabalho.

Em articulação com as associações de pais e encarregados de educação do 1º Ciclo do Ensino Básico, é garantido o apoio à família nas interrupções letivas (1º CEB), destinado às famílias que necessitam de um espaço para os seus educandos permanecerem durante o seu horário de trabalho. E funciona o horário alargado de todos os estabelecimentos escolares, desde o pré-escolar ao secundário, com horário de funcionamento das 07h45 às 18h30.

Marina Honório salienta a aposta e o investimento municipal no apetrechamento dos estabelecimentos de ensino através da aquisição de recursos para a realização de atividades experimentais no âmbito das ciências. Esta aposta na área das ciências resulta de uma parceria com a Associação CIEC, da qual fazem parte o Município, o Agrupamento de Escolas de VNB e a Universidade de Aveiro.

A autarca destaca as atividades experimentais realizadas nos estabelecimentos de ensino do pré-escolar bem como as atividades realizadas no laboratório de ciências do CIEC (Centro Integrado de Educação em Ciências) que foi especificamente desenvolvido para o ensino formal das ciências no 1º Ciclo do Ensino Básico.

PUB

Ainda referência para as Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) da responsabilidade do município, sendo o Agrupamento o responsável pedagógico neste contexto. As AEC são de oferta obrigatória e de frequência facultativa e gratuita.

Marina Honório, Vereadora da Educação na Câmara M. de VN Barquinha. Foto: mediotejo.net

Um Agrupamento, sete estabelecimentos

Atualmente fazem parte do Agrupamento de Escolas de Vila Nova da Barquinha sete estabelecimentos de educação e ensino público. Destes, quatro estão afetos exclusivamente à educação pré-escolar: (Jardim de Infância de Atalaia, JI de Moita do Norte, JI de Tancos, JI de Vila Nova da Barquinha).

A Escola Básica de Vila Nova da Barquinha, conhecida por Escola Ciência Viva funciona exclusivamente com o 1º ciclo do Ensino Básico. Já a Escola Básica da Praia do Ribatejo funciona com educação pré-escolar (JI de Praia do Ribatejo) e 1º CEB.

À lista de equipamentos públicos soma-se a escola sede do Agrupamento de Escolas de Vila Nova da Barquinha, a Escola Básica e Secundária D. Maria II com 2º e 3º CEB e Ensino Secundário Regular e Profissional.

PUB

Quanto a cursos do ensino secundário, funcionam na escola D. Maria II os de Ciências e Tecnologias, Ciências Socioeconómicas e Línguas e Humanidades. No ensino profissional a oferta é dos Cursos Profissionais de Turismo, Informática de Gestão e Desporto.

A atual EB de Vila Nova da Barquinha tem capacidade para acolher até 250 alunos do 1º CEB. Na escola existem 12 salas de aula, um laboratório, uma sala de informática e uma sala de música. Para além destas possui ainda quatro extensões de salas de aula. As salas de reuniões, as salas dos professores e os gabinetes de trabalho são espaços determinantes para o desenvolvimento dos trabalhos desempenhados pelos recursos humanos.

O auditório, a biblioteca, os espaços médicos, o refeitório, o ginásio e os equipamentos e área exterior são outros espaços que fazem parte da escola e que enriquecem as atividades aqui desenvolvidas. O Centro Integrado de Educação em Ciências (CIEC), parte integrante desta escola inovadora do 1ºCEB dispõe de um conjunto de laboratórios, salas de apoio e um espaço de educação não formal que permite aos alunos ter contacto experimental com os fenómenos científicos.

Na EBS D. Maria II existem 21 salas de aula. Para além destes espaços, a escola tem ainda 4 laboratórios, 5 salas para pequenos grupos, um espaço polivalente com bar, 2 salas adaptadas à educação especial, 2 salas de informática, 1 sala de música e 3 salas de artes. Dispõe ainda de espaços diferenciadores como a sala EMA (espaço de meditação) e a Sala de Ambientes Educativos Inovadores (AEI), também conhecida por Sala do Futuro, que contém um conjunto de recursos tecnológicos como um quadro interativo tátil, uma mesa interativa e uma impressora 3D.

Para além destes espaços, existem outros que permitem aos alunos adquirir material escolar indispensável ao processo de ensino-aprendizagem como a reprografia e a papelaria. O auditório, os espaços médicos, a biblioteca, o refeitório, o pavilhão gimnodesportivo, os balneários e o campo de jogos na área exterior são outras instalações que integram o espaço escolar da EBS D. Maria II.

PUB
Paulo Tavares, Diretor do Agrupamento de Escola de VN Barquinha. Foto: mediotejo.net

As refeições escolares para todos os alunos do Agrupamento de Escolas de Vila Nova da Barquinha são confecionadas na cozinha da EBS D. Maria II e são posteriormente distribuídas por todos os estabelecimentos do agrupamento de escolas. As crianças e jovens fazem as suas refeições nos refeitórios das próprias escolas ou em espaços/salas destinadas a esta função.

O agrupamento funciona em regime semestral e o calendário escolar para o ano letivo 2020-2021 já está definido:

1º semestre

Início: 14 de setembro de 2020

Termo em 29 de janeiro de 2021

PUB

2º semestre

Início: 8 de fevereiro de 2021

Termo:

12 de maio de 2021 para o 11º e 12º anos do ensino profissional;

9 de junho para o 9º, 11º e 12ºs anos;

PUB

15 de junho para o 7º, 8º e 10ºs anos (ensino regular e profissional);

30 de junho de 2021 para a Educação Pré-Escolar e 1º, 2º, 3º, 4º, 5º e 6ºs anos.

As interrupções letivas têm lugar nas seguintes datas:

26 de outubro a 30 de outubro de 2020

23 de dezembro a 31 de dezembro de 2020

PUB

01 a 05 de fevereiro de 2021 (avaliação sumativa do 1º semestre)

15 a 17 de fevereiro de 2021 (Carnaval)

31 de março a 06 de abril de 2021

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here