- Publicidade -
Quinta-feira, Dezembro 9, 2021
- Publicidade -

VN Barquinha: Abertas inscrições para Tempos Livres

O município de Vila Nova da Barquinha vai promover entre os dias 4 de julho e 29 de agosto mais um Programa Municipal de Ocupação de Tempos Livres, destinado a jovens com idades compreendidas entre os 14 e os 25 anos, residentes no concelho.

- Publicidade -

A iniciativa visa promover a ocupação saudável dos tempos livres dos jovens, orientando-os para o desempenho de atividades ocupacionais que permitam contacto experimental com o mercado de trabalho, contribuindo assim para o processo de educação não formal.

Na edição de 2016, Cultura e Património, Ambiente, Proteção civil, Apoio a Idosos e/ou Crianças, Saúde e Organização de Procedimentos Administrativos são as áreas abrangidas por esta ação.

- Publicidade -

Em comunicado, a autarquia de Vila Nova da Barquinha lembra que a ocupação saudável dos tempos livres “constitui uma das medidas mais importantes na prevenção de comportamentos de risco e simultaneamente revela-se como um contributo inequívoco para a formação e desenvolvimento dos jovens, incutindo valores de entreajuda e disponibilidade para com os outros”.

Os interessados podem efetuar as inscrições no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, no Largo 1.º Dezembro, até ao dia 24 de junho. Para mais informações poderá contactar o telefone 249720358.

Os jovens dos 14 anos aos 25 anos, residentes na Freguesia de Praia do Ribatejo, poderão fazer a sua inscrição na Junta de Freguesia, no seguinte horário:

Segunda-feira (20 de Junho de 2016) a sexta-feira (24 de Junho de 2016) das 9h00m ao 12h30m e das 14h00m às 17h00m.

Os jovens deverão levar fotocópia do Cartão de Cidadão e do IBAN. No caso dos jovens menores de idade, os encarregados de educação terão que assinar uma declaração de autorização, informou a Junta de Freguesia de Praia do Ribatejo.

 

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome