Visita do papa motiva reservas de quartos em Coimbra e Lisboa – Turismo Centro

O presidente da Turismo Centro, Pedro Machado, esteve hoje em Ourém, a par da secretária de Estado do Turismo, Ana Godinho. Foto: DR

Unidades hoteleiras em Coimbra, Lisboa e Figueira da Foz já receberam reservas por causa da visita do papa a Fátima, em 2017, disse à agência Lusa o presidente da Turismo Centro, Pedro Machado.

PUB

“Hoje, temos conhecimento factual de reservas específicas” para cidades como “Figueira da Foz, Coimbra ou Lisboa”, por causa das comemorações do centenário das “aparições” de Fátima e da visita do papa ao santuário, sublinhou o presidente da Turismo Centro, que falava à Lusa no final da cerimónia de abertura do 6.º Congresso Internacional das Cidades-Santuário, que decorre em Ourém.

De acordo com o responsável, Fátima estará “seguramente esgotada”, sendo que, num raio de cem quilómetros, nota-se “a influência direta das reservas para Fátima”, especificamente para a visita do papa em maio de 2017.

PUB

“As pessoas já estão a recorrer a cidades limítrofes, sendo que Lisboa é escolhida porque tem o aeroporto”, explanou.

Em Coimbra, concelho a cerca de 90 quilómetros de Fátima, registam-se “muitas reservas”, notou, recordando também a “ligação histórica” desta cidade a Fátima, onde irmã Lúcia entrou para a clausura, em 1948, no Carmelo de Santa Teresa, local onde faleceu em 2005.

PUB

Para Pedro Machado, 2017 é “um ano de afirmação”, não apenas da mensagem e marca de Fátima, mas também “do turismo religioso e cultural”.

“Apontamos já as baterias para 2018”, sublinhou, esperando que, nesse ano, Portugal, e em particular a região Centro, venham a beneficiar do “holofote gigante que será 2017”.

Durante a cerimónia de abertura do congresso, Pedro Machado sublinhou que a visita do papa deverá ser “um dos maiores eventos desta década” para o país.

O presidente da Câmara de Ourém, concelho onde se situa a freguesia de Fátima, frisou que 2017 será um momento para “colocar sementes”, defendendo que, para se garantir que os turistas tenham um tempo maior de estada, é necessário “difundir e mostrar rotas de complementaridade”.

O líder da autarquia, Paulo Fonseca, destacou ainda que já “há mais de mil jornalistas creditados” para a visita do papa.

O 6.º Congresso Internacional das Cidades-Santuário decorre em Ourém até este sábado, contando com a participação de mais de uma dezena de cidades-santuário da Europa e da América.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here