Vinte municípios pediram para gerir seis áreas protegidas com ICNF – Governo

Vinte municípios pediram para gerir seis áreas protegidas com ICNF, entre elas o Paul do Boquilobo. Foto: DR

Cerca de 20 municípios já efetuaram pedidos para gerir seis áreas protegidas no país, num modelo de cogestão com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), divulgou o Governo. “O que nós queremos é que as pessoas que vivem nestes territórios, que no fundo constroem esta paisagem e têm mantido e preservado ao longo destes 30 anos estes territórios, possam também elas ter uma palavra a dizer na altura da decisão da gestão”, disse o secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território.

PUB

João Paulo Catarino falava aos jornalistas em Marvão, no distrito de Portalegre, à margem da cerimónia de criação do modelo de cogestão do Parque Natural da Serra de São Mamede (PNSSM), passando agora esta área protegida a ser também gerida pelos municípios de Arronches, Castelo de Vide, Portalegre e Marvão, com o ICNF.

As áreas protegidas que poderão também integrar em breve este novo modelo de cogestão são as de Montesinho, Peneda-Gerês, Paul do Boquilobo, Douro Internacional, Serra da Malcata e Berlengas.

PUB

Para o governante, o modelo que agora dá o primeiro passo, através do PNSSM, traduz-se num ato de “justiça” para com as populações que residem nestas áreas protegidas.

As áreas protegidas que poderão também integrar em breve este novo modelo de cogestão são as de Montesinho, Peneda-Gerês, Paul do Boquilobo, Douro Internacional, Serra da Malcata e Berlengas. Foto: mediotejo.net

“No fundo, o que estamos aqui a fazer é chamar para a gestão destes parques os representantes eleitos pelo povo e obviamente para que essa gestão seja conjunta e partilhada entre o ICNF, mas também com as pessoas, no fundo, aqui representadas pelos autarcas nesta cogestão”, disse.

PUB

A aposta na gestão de proximidade, passando os municípios a intervir na valorização territorial do PNSSM, é um dos objetivos que levaram à criação deste primeiro modelo no Alto Alentejo.

O município de Castelo de Vide vai presidir à comissão de cogestão, sendo substituído, em situações de impedimento ou ausência, pela autarquia de Portalegre.

Na cerimónia realizada a 3 de julho foi também assinado um protocolo entre o Fundo Ambiental, o município de Castelo de Vide e o ICNF, contando com uma verba de 100 mil euros para apoio técnico e operacional para atividades prioritárias de promoção da cogestão do PNSSM.

Na mesma ocasião, foi também assinado um memorando de entendimento para a cedência de utilização em Marvão da Quinta dos Olhos de Água, propriedade do ICNF, pelos quatro municípios, no contexto do modelo de cogestão deste parque natural.

Para o presidente da Câmara de Castelo de Vide, António Pita, a cerimónia constituiu um “momento histórico”, uma vez que os municípios vão poder ter uma “voz mais ativa, uma voz mais presente” na conservação da natureza e ordenamento do território naquele parque natural.

“Aplaudimos a sensatez desta decisão, é um novo modelo que vem corrigir um modelo anterior que nunca funcionou e que pôs sempre as instituições voltadas, pôs as pessoas voltadas de costas para o parque natural”, disse.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here