Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Novembro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Vila Nova da Barquinha acolhe III Encontro de Cultura Popular do Ribatejo

As histórias de infância, a oralidade ribatejana ou o imaginário das lendas são exemplos que fazem parte da cultura popular e que o Fórum Ribatejo e o Município de Vila Nova da Barquinha querem perpetuar numa iniciativa que decorre no sábado e que assinala este ano a sua terceira edição.

- Publicidade -

“O Ribatejo é uma região marcada pela sua diversidade. De identidade fluída e plural, é, apesar de tudo, uma região que reconhece o seu nome e tem de si uma imagem que foi trabalhada pelo tempo e pela política, pelo comércio e pelas andanças. Conhecer e recriar essa identidade é uma tarefa de todos os tempos”, começa por referir em comunicado a organização da iniciativa.

Com lugar marcado no auditório do Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, o III Encontro da Cultura Popular do Ribatejo vai acontecer no próximo sábado, dia 20 de novembro, num dia repleto de atividades entre as 09h30 e as 19h00, com um lema em mente. O de que “não há cultura sem cultura popular, não há povo que viva sem uma cultura que dê forma a essa vida”.

- Publicidade -

Com abertura dos trabalhos marcada para as 09h30, onde se inclui a apresentação do livro de atas do II Encontro de Cultura Popular, a cargo de Fernando Freire (presidente da Câmara Municipal) e Aurélio Lopes (coordenador do Fórum Ribatejo), as primeiras conversas seguem-se pelas 10h15: “A meninice – histórias de infância na Glória do Ribatejo”, por Roberto Caneira; “Chiripés e estórias sem pés nem cabeça”, por Anabela Leandro dos Santos; e “O imaginário das lendas nas representações identitárias”, por Ana Saraiva.

Com um breve momento de debate pelas 11h15 e animação do Espaço Animação-Grupo Coral CRAMOL pelas 12h00, as conversas voltam a subir a palco pelas 14h30 com o tema “Artes de se curar em Ribatejo”, por Ana Paula Guimarães.

O encontro vai decorrer no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha. Foto: mediotejo.net

Já pelas três, os temas em  torno da cultura popular ribatejana diversificam-se com as intervenções “Santa Iria: A oralidade e a escrita no crescimento e modelação urbanística de Tomar”, por Ernesto Jana; “Lisboa presente em vinte quadras do cancioneiro de Vila Nova de São Pedro”, por José do Carmo Francisco; e “Ensalmos e Benzeduras: A força da palavra e a analogia magico/assertiva”, por Aurélio Lopes.

Já pelas 16h40, Ana da Silva traz ao centro cultural barquinhense a história “Eu, que não cheguei a ser rainha ou o outro lado da tragédia”. Segue-se Teresa Cláudia com “Ecofabular e tradição oral: Como as ‘mouras encantadas’ podem apoiar a consciência ecológica e a preservação do património cultural imaterial português”, Nuno Prates com “A vida quotidiana do povo de Alpiarça e o seu cancioneiro popular”, e Ludgero Mendes com “A importância dos provérbios na compreensão da cultura popular do Ribatejo”.

Novamente com espaço para debate pelas 18h00 e animação musical às 18h30, desta vez a cargo do grupo Barquinha Saudosa, o III Encontro da Cultura Popular do Ribatejo encerra pelas 19h00, com as despedidas a cargo da vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, Paula Pontes.

Paralelamente ao programa, irá decorrer a III Mostra de Livros alusiva à cultura popular do Ribatejo.

A iniciativa, que será moderada por José Alves Jana, tem entrada gratuita, mediante inscrição prévia através dos contactos reservas@cm-vnbarquinha.pt, 249 720 358, 962 722 668, 927 410 436. Os bilhetes podem ser levantados no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome