Sábado, Fevereiro 27, 2021
- Publicidade -

Vila de Rei: Semana do Empreendedorismo mostra oportunidades de futuro

Está a decorrer em Vila de Rei, até ao próximo sábado, dia 19, a Semana do Empreendedorismo na Escola, um evento que tem como objetivo dar a conhecer aos alunos as diferentes opções de cursos e profissões e ajudar nas suas decisões para a vida profissional.

- Publicidade -

Cláudia Pires e André Nunes, ambos de 17 anos e alunos do 12º ano da Escola Básica e Secundária de Vila de Rei, já têm definido o que querem para o seu percurso académico mas não deixam de considerar como importante eventos como a Feira das Profissões e o Fórum da Juventude que “ajudam a esclarecer e a tirar dúvidas”.

vila de rei_semana empreendedorismo_claudia e andre
Cláudia e André, alunos do 12º da Escola de Vila de Rei, consideram importante que haja eventos que esclareçam os alunos sobre as opções e oportunidades profissionais (Foto: mediotejo.net)

- Publicidade -

Dirigido especialmente aos alunos do 9º ano e do secundário, esta Semana do Empreendedorismo na Escola envolve a realização da Feira das Profissões, a decorrer até esta sexta-feira, dia 18, nas instalações da Escola Básica e Secundária de Vila de Rei onde estão presentes diversas instituições de Ensino Superior, como o Instituto Politécnico de Castelo Branco, Instituto Politécnico de Santarém, Instituto Politécnico de Portalegre, Instituto Politécnico de Tomar e Universidade da Beira Interior onde os alunos podem contactar mais de perto com as diversas ofertas formativas disponibilizadas por estas instituições de ensino e esclarecer as suas dúvidas.

Associado à Semana do Empreendedorismo na Escola, realizou-se esta quarta-feira, dia 16, o Fórum da Juventude de Vila de Rei onde, ao longo do dia, vários jovens “filhos da terra”, e não só, falaram sobre o seu percurso escolar e profissional.

Com conversas informais, em ambiente descontraído, os cerca de 100 alunos do 9º, 10º e 12º anos da Escola Básica e Secundária de Vila de Rei que estiveram no auditório municipal ouviram, no período da manhã, o testemunho de duas jovens do concelho sobre o seu percurso escolar e profissional, Rita Laranjeira e Susana Tereso.

vila de rei_semana empreendedorismo_rita
No auditório municipal, Rita Laranjeira falou do seu percurso escolar, académico e profissional, deixando alguns conselhos aos alunos presentes no Fórum da Juventude (Foto: mediotejo.net)

Rita Laranjeira, 24 anos, é fisioterapeuta na Unidade de Cuidados Continuados de Vila de Rei, e perante a plateia de alunos explicou que fez o seu percurso escolar todo em Vila de Rei, relatou as dúvidas que a assaltaram na altura de escolher um curso superior, referiu que na primeira fase de candidaturas não entrou na sua primeira opção (que era Fisioterapia), mas que concorreu à segunda fase e conseguiu colocação no curso desejado. Hoje, com o seu curso concluído e a trabalhar na sua área e na terra que a viu nascer, Rita Laranjeira sente-se realizada e deixou alguns conselhos aos alunos presentes: “nunca desistam daquilo que querem e daquilo que são os vossos objetivos porque aquilo que queremos é sempre possível”.

Por sua vez, Susana Tereso, 28 anos, Assistente Social na Fundação João e Fernanda Garcia, em Vila de Rei, é da Fundada e explicou a experiência que teve no seu 5º e 6º ano com um sistema de aprendizagem que existia na altura: a telescola, ensino através de cassetes VHS com o apoio presencial de professores e que lhe permitiu ficar na Fundada até ao 6º ano, tendo ido depois para Vila de Rei. A telescola foi um tema que suscitou alguma curiosidade e interesse por parte dos alunos e professores presentes que colocaram diversas questões a Susana Tereso. Sobre o seu percurso escolar, explicou que, após ter concluído o 9º ano em Vila de Rei teve de ir estudar para a Sertã onde seguiu o curso de administração até ao 12º ano. Quando concorreu à faculdade, sabia que queria o curso de Assistente Social, mas acabou por ser colocada na Guarda, em Comunicação e Relações Públicas. Apesar de se ter matriculado na Guarda, sabia que não era aquilo que queria e concorreu à segunda fase do ensino superior, tendo o Serviço Social no horizonte, mas voltou a ser colocada em Comunicação Social, desta vez na Escola Superior de Tecnologia de Abrantes, onde esteve durante um ano. Mas porque o objetivo do Serviço Social esteve sempre presente, pediu transferência de escola e de curso e conseguiu. Hoje é Assistente Social na Fundação Garcia, em Vila de Rei, e a prova de que “devemos lutar por aquilo que queremos porque a realização profissional é muito importante”.

vila de rei_semana empreendedorismo_susana tereso
No Fórum da Juventude, Susana Tereso deu a conhecer o sistema da telescola que frequentou durante o seu 5º e 6º ano, na Fundada (Foto: mediotejo.net)

Durante o debate, foram várias as questões colocadas às duas oradoras onde Paulo César Luís, vice-presidente da Câmara de Vila de Rei, acabou também por dar o seu testemunho do percurso escolar que teve e que implicou, após o 9º ano, contra a sua vontade (o seu desejo era ir estudar para Abrantes à semelhança do que aconteceu com os seus amigo), ter ido estudar para a Sertã, “sozinho, sem os meus amigos”. Apesar de, na altura, não ter sido a escolha que pretendia, hoje reconhece que “foi a melhor opção que o meu pai tomou por mim”.

Durante a primeira edição do Fórum da Juventude de Vila de Rei foram ainda abordadas as temáticas: “Vantagens e desvantagens de ser jovem e viver no interior”, por Sandra Carvalho, administrativa na Fundação João e Fernanda Garcia; “Investimento Jovem e Criação de Oportunidades”, por Marta Domingos, designer gráfica em “MD Design”; e “Casos de Sucesso”, por Susana Lousa, designer gráfica de “A Loja do Gato Preto”, e Sérgio Mendes, Capitão do Destacamento da GNR da Sertã.

Elucidar e colmatar dúvidas

Ana Cadete, coordenadora do projeto CLDS 3G em Vila de Rei, entidade que está a organizar a Semana do Empreendedorismo, referiu ao mediotejo.net que este “é um evento que pretende elucidar os alunos e ajudar a colmatar algumas dúvidas que tenham. Os alunos têm ido aos stands das instituições de ensino superior e questionam os técnicos que lá estão, o nosso universo escolar é muito pequenino, temos poucos alunos, infelizmente, mas tentamos dar-lhes toda a informação necessária”.

vila de rei_semana empreendedorismo_plateia
Cerca de 100 alunos estiveram no auditório municipal para participar no Fórum da Juventude (Foto: mediotejo.net)

Por isso, refere Ana Cadete, “é uma iniciativa para continuar nos próximos anos, os alunos ficam mais elucidados e mais facilmente tomam as suas decisões para o seu futuro profissional”.

Para Paulo César Luís, vice-presidente da autarquia de Vila de Rei, “é extremamente importante conseguirmos colocar antigos alunos em diálogo com os atuais alunos da nossa escola para mostrar um conjunto de diferentes vivências que tiveram ao longo do seu percurso de vida e está a ser bastante positivo até ao demonstrar que o percurso escolar dos anteriores alunos foi bastante diferente das condições que têm hoje e é importante para sensibilizar os nossos jovens para que estejam mais bem preparados para tomarem as decisões que tenham de tomar”.

“Muitas as vezes há o estigma que estudar na nossa terra natal nos retira qualidade de ensino e qualidade de vida e hoje estamos a demonstrar que não é bem assim com estes casos de sucesso e temos muitos outros exemplos de pessoas que fizeram o percurso completo na nossa escola e que hoje estão a tirar um doutoramento em Oxford, por exemplo”, acrescenta Paulo César Luís.

Margarida Magalhães, diretora do Agrupamento de Escolas de Vila de Rei, salienta a mais valia destes eventos ao permitir “mostrar aos alunos várias realidades e opções e dar a conhecer que no interior há oportunidades, por exemplo, o Instituto Politécnico de Tomar tem a IBM que não é uma empresa qualquer, para além dos politécnicos existentes na zona e só não estuda quem não quer. Haja vontade, há oportunidades”.

A diretora do Agrupamento de Escolas salienta ainda que “ao termos turmas mais pequenas que o Ministério nos vai autorizando, porque estamos sempre em carater excecional, permite que os professores tenham mais tempo, façam um apoio mais individualizado e isso é uma vantagem”.

vila de rei_semana empreendedorismo3
Presente na Feira das Profissões, o Instituto Politécnico de Portalegre desenvolveu atividades de química com os alunos (Foto: CLDS3G Vila de Rei)

No âmbito da Semana do Empreendedorismo na Escola, este sábado, dia 19 de março, os alunos do 9º e 12º ano irão participar numa visita de estudo à Futurália – Oferta Educativa, Formação e Empregabilidade, a decorrer na FIL – Feira Internacional de Lisboa, um espaço que dá a possibilidade aos estudantes de poderem conhecer e tirar dúvidas sobre os diferentes cursos, programas académicos nacionais e internacionais ​​e outras questões relevantes para as suas escolhas de futuro.

A Semana do Empreendedorismo na Escola é uma iniciativa do CLDS 3G de Vila de Rei, do Agrupamento de Escolas e da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Vila de Rei. O Fórum da Juventude foi uma iniciativa organizada pelo Conselho Municipal da Juventude de Vila de Rei à qual se associou o CLDS 3G de Vila de Rei, o Agrupamento de Escolas e a Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Vila de Rei.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).